Mayana Neiva
Reprodução/Instagram
Aposentado que ameaçou matar Mayana Neiva é condenado

Mayana Neiva levou um susto quando estava em seu apartamento e começou a ouvir batidas na porta e gritos. Era o vizinho da atriz, o aposentado Ademir de Andrade. Ele estava reclamando do barulho e a chamava de "vaca", "cadela" e "sobra da Globo" e dizia que iria "pegar" a artista. Assustada, a global que estava no ar em "Éramos Seis" se trancou no banheiro e ligou para a polícia. Segundo o colunista Rogério Gentile, do UOL, o idoso foi condenado a três meses de prisão em regime semiaberto.

Os porteiros do prédio, localizado em Higienópolis, área nobre de São Paulo, conseguiriam conter o aposentado e disseram que ele teria esfaqueado Mayana se tivesse a chance. Ainda, segundo a reportagem, a síndica do condomínio, Ivone Pereira Fleming, declarou que a atriz é uma pessoa tranquila e que o idoso já havia reclamado de barulho diversas outras vezes, algumas quando a artista nem estava em casa.

Mayana falou para a polícia que o vizinho se revoltou após ela arrastar uma cadeira para se levantar. Ela também disse que Ademir de Andrade teve outros "surtos nervosos" por causa do barulho. O aposentado alegou ser uma pessoa educada, negou as ameaças e chamou a artista de "pirracenta". Ele disse que foi vítima de uma armação e que não recebe o devido respeito.

Ademir de Andrade foi denunciado pelo Ministério Público e condenado a três meses de prisão em regime semiaberto. Ele pode sair durante o dia para trabalhar ou fazer algum curso, mas deve retornar à penitenciária para dormir. O aposentado pode recorrer em liberdade, deve manter ao menos 5 metros de distância de Mayana e está proibido de ir ao andar onde ela mora.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários