O grupo Roupa Nova lamentou a morte de seu integrante Paulinho, na noite desta segunda-feira (14) . Em um longo texto no Instagram, a banda homenageou o companheiro:

"As luzes do palco se apagaram. Infelizmente o nosso querido Paulinho não resistiu. Acabamos de receber a notícia que ele veio a falecer de falência de múltiplos órgãos após ser acometido pela infecção do vírus COVID 19.


"Paciente decorrente de outras co-morbidades, entre elas um transplante de medula óssea devido a um linfoma. Ele teve uma parada cardiorrespiratória hoje, que levou à parada dos órgãos. Nossos sinceros agradecimentos à todos que oraram e pediram por ele. Deus o receba de braços abertos", disse o comunicado do grupo. 


No mês passado, Paulinho foi internado com Covid-19. Em setembro, ele passou por um transplante de medula óssea para tratar de um linfoma. No procedimento, foram utilizadas as próprias células do paciente. Ele respondeu bem ao tratamento, mas depois precisou ser novamente internado para tratar o vírus. 

Trajetória

Paulo César Santos era vocalista e percussionista do grupo Roupa Nova. Ele faz parte da banda desde a formação original. Ele era pai do músico Pepê, baterista da banda Jamz; e da cantora Twigg, que fez a gravação da música "O Barquinho" com o Roupa Nova.

Na década de 1970, Paulinho foi vocalista e percussionista de uma banda de bailes cariocas chamada Los Panchos Villa, ao lado de Kiko e de Feghali. Em seguida, foi tocar nas apresentações da banda Os Famks.

Na década de 1980, o cantor deu origem ao grupo Roupa Nova que completa 40 anos em 2021. Paulinho foi diagnosticado com linfoma em agosto deste ano. O tratamento foi feito através de um transplante de medula óssea autólogo, quando as células-tronco do próprio paciente são empregadas.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários