Em entrevista ao jornal britânico The Sunday Times, a atriz Wynona Rider revelou comentários homofóbicos e antissemitas supostamente feitos por Mel Gibson durante uma festa em que os dois estavam presentes. Ela afirma ainda que chegou a se desentender com o ator por causa do teor de suas falas.

Mel Gibson e Wiona Ryder
Reprodução/IMDB
Wiona Ryder diz que Mel Gibson já fez comentários homofóbicos e antissemitas

Rider contou ao jornal que um amigo seu, que é soropositivo, foi interpelado por Gibson. Enquanto fumava um cigarro, o ator teria puxado papo com o rapaz e dito: "Oh! Espere... será que vou pegar AIDS?".

Em outro momento, algum convidado teria iniciado um assunto envolvendo judeus, no que Gibson teria disparado: "Você não é uma 'oven dodger', é?". O termo em inglês é comumente usado em tom pejorativo para se dirigir à comunidade judaica.

"Oven", em tradução para o português, é forno — uma referência aos campos de concentração do Holocausto. Já "dodger" seria algo como "trapaceiro".

Estrela da série "Stranger things", Wynona Rider é de origem judaica e recentemente estrelou a minissérie da HBO "The plot against America", baseada na obra de Philip Roth, e que conta a escalada ficcional do fascismo nos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, tendo como protagonista uma família judia afetada diretamente por tal contexto sociopolítico.

Também na entrevista ao Sunday Times, Rider comentou sobre episódios em que tenha enfrentado comentários antissemitas : "Há gente que me fala: 'Espere, você é judia? Mas você é tão linda!'. Houve um filme em que o chefe do estúdio, que era judeu, falou que eu era 'muito judia' para fazer um papel em uma 'família de sangue azul'."

O outro lado

Procurado pelo site The Hollywood Reporter, Alex Nierob, agente de Mel Gibson, declarou que as acusações de Wynona Rider são "100% mentirosas". Nierob afirma que a atriz já havia mentido sobre o assunto há uma década e estaria mentindo novamente.

" Ela mentiu sobre ele tentar se desculpar na época. Ele falou, sim, com ela, muitos anos depois, para confrontar as mentiras e ela se recusou a falar com ele", afirmou Nierob.

Em 2006, Gibson foi preso ao dirigir embriagado. No inquérito registrado pela polícia, foi inserido um comentário do ator, que afirmou que "os judeus são responsáveis por todas as guerras do mundo". Dez anos depois, ele se desculpou em entrevista à Variety, dizendo que estava "de cabeca quente" e que havia sido filmado por um "policial inescurpuloso".

    Veja Também

      Mostrar mais