Durante sua participação do "Programa Pânico", da Rádio Jovem Pan desta quarta-feira (17), Thammy Miranda falou um pouco sobre sua relação com a mãe Gretchen e aproveitou para comentar a briga entre ele e o vereador Carlos Bolsonaro .

Thammy Miranda e Carlos Bolsonaro
Reprodução
Thammy Miranda e Carlos Bolsonaro


Leia também:
Thammy Miranda diz que já fez muito sexo com a esposa após o nascimento do filho
Após provocações de Carlos Bolsonaro, Thammy Miranda afirma: "Ele correu"
Thammy Miranda diz que preconceito o impede de conseguir trabalhos

"Poderia ser hipócrita e falar que minha mãe é artista, para frente e que sempre foi tranquilo. Mas não foi. Quando me assumi lésbica, ela ficou p. da vida. Ela não aceitou porque era uma época que ela era bem religiosa, estava bem envolvida com a religiosidade. Então, ela aceitou menos ainda. A gente passou um tempo sem se falar, passamos um perrenguezinho", afirmou Thammy .

Ele também relembrou as polêmicas envolvendo o filho do presidente Bolsonaro. "O Carlos Bolsonaro tem amor enrustido por mim. Ele é fascinado por mim, gosta de mim de verdade. Me sinto até lisonjeado [...] Ele, como vereador, tinha que estar preocupado com outras coisas, não comigo. Mas se ele tem tempo para ficar me vendo, me acompanhando, postando coisas sobre mim, zoa comigo, não com minha família", disse.

Thammy Miranda disse ainda que não se incomoda com as brincadeiras sobre sua sexualidade ou sua readequação sexual, mas que fica chateado quando o alvo é seu filho: "Ele [Carlos Bolsonaro] foi postar uma foto do meu filho logo quando ele nasceu. Achei de uma falta de sensibilidade. Uma falta de respeito. Pode tirar onda comigo, zoar comigo, postar foto minha de mulher, tem muita coisa para ele zoar comigo. Mas meu filho que acabou de nascer, é uma falta de caráter surreal", finalizou.

    Veja Também

      Mostrar mais