Preta Gil foi ao Instagram se explicar após um suposto áudio de Anitta vazar na Internet. Na mensagem, a funkeira teria falado para o jornalista Leo Dias que a filha de Gilberto Gil tinha um grupo no WhatsApp com Pabllo Vittar e Gominho , no qual falavam mal dela e da Marília Mendonça. A Poderosa também falou sobre uma conversa que teve com Preta, na qual ela orientou Anitta a  não participar do DVD de Claudia Leitte , pois Ivete Sangalo não gostaria disso.

Anitta e Preta Gil
Reprodução/Instagram
Preta Gil desmente fofocas envolvendo Anitta


Após todo o bafafá do áudio nas redes sociais, Preta Gil gravou um vídeo no Instagram contando a versão dela sobre os fatos. Ela disse que nunca sentiu a necessidade de falar publicamente sobre esse assunto porque não passava de uma mentira. A cantora contou que, na época em que as primeiras fofocas sobre o suposto grupo de WhatsApp surgiram, ligou para todas as partes envolvidas e desmentiu esses boatos. Porém,  Anitta preferiu acreditar em Jojo Todynho, que havia contado a ela sobre o suposto grupo de mensagens.

"Eu acho isso uma baixaria e não condiz com a minha pessoa, com a minha personalidade ficar desmentindo essas fofocas. Na época, eu lembro que os fãs e todo mundo me detonavam, me chamavam de falsa, de cobra. Eu com a minha consciência bem tranquila que estou, fiquei na minha, não iria entrar nesse jogo sujo", falou.

Preta lembrou que quando essas histórias saíram na mídia elas eram uma prévia do que iria ser publicado na biografia de Anitta, escrita por Leo Dias . A cantora revelou que o jornalista chegou a enviar para ela alguns capítulos que a envolviam antes da publicação. Segundo a artista, todas as histórias eram mentira, com a exceção de uma, mas não revelou qual era.


Segundo Preta,  Leo Dias disse que ela poderia entrar no livro desmentindo aquelas histórias, mas Preta optou por se isentar. A artista ainda falou que ligou para Anitta na época e que a funkeira desabafou que estava sendo perseguida pelo colunista de celebridades.

Claudia, Ivete e Marília

Sobre o áudio vazado, Preta disse que duas falas de Anitta chamaram mais a atenção dela. A primeira é sobre uma conversa, que a filha de Gilberto Gil garante que é mentira, que elas teriam dito sobre a funkeira participar do DVD de Claudia Leitte . Preta teria aconselhado ela a não fazer a colaboração, pois Ivete Sangalo não gostaria disso e nunca faria algum trabalho com a dona do hit "Bola Rebola"

A outra história que deixou a cantora revoltada envolve Marília Mendonça . No suposto grupo de mensagens que Jojo Todynho teria lido, Preta, Pabllo e Gominho também falavam mal da sertaneja e a mãe de Francisco Müller teria chamado a rainha da sofrência de gorda.


"Para mim essa é a coisa acho que mais absurda de todas. Eu nunca falei mal da Marília em lugar nenhum para nenhuma pessoa no mundo, porque eu não tenho motivos para falar mal de uma mulher que eu admiro", disse Preta. "Chamar alguém de gordo não é ofensa. Eu sou gorda , pode me chamar de gorda, porque eu sou gorda. O que eu enxergo na Marília de beleza e de força está no caráter dela, seja ela gorda ou marga. Ela gorda é bonita sim".

Preta ainda lembrou que luta há anos contra a gordofobia e pelo empoderamento feminino, então ela falar chamar alguém de gordo pejorativamente não faria o menor sentido. "" É uma história tão descabida, tão sem pé nem cabeça, tudo isso me deixou muito irritada ", concluiu.

    Veja Também

      Mostrar mais