Latino resolveu fazer um sorteio bastante polêmico (e que não durou muito) nesta terça-feira (05) em seu Instagram. O sorteado ganharia um cachorrinho da raça Lulu da Pomerânia (ou Spitz Alemão), que foi protagonista de seu clipe "Lili". Além da ativista Luísa Mell , vários seguidores foram contra a atitude do artista, que se defendeu:

Leia também: Luísa Mell revela que ela e marido estão com pneumonia: "Só tenho vontade de chorar"

Latino
Divulgação
Latino


Leia também: Latino deixa diferenças de lado e parabeniza Kelly Key: "Gratidão pela sua vida"

"Eu gravei o clipe 'Lili', em Angra, e a gente usou como protagonista ela, a Zara [ cachorro que aparece no peito do cantor no vídeo], que no clipe se chama Loló. Fui bombardeado por seguidores querendo filhotes desta raça. Como são raças exclusivas, que não existem para doação, eu decidi comprar mais um e fazer uma promoção para prestigia-los. Qual o problema disso? Imaginei que talvez quem pudesse ganhar um filhote como esse, fosse ficar mais alegre por meio de um carinho, uma promoção. Eu só uni o útil ao agradável", disse Latino .


"Vou dar uma resumida bem rápida para vocês. Eu não compro nenhum bicho que não seja de criadouros ou canis exclusivos. E todos eles são assinados por veterinários específicos. Gente, na boa, olhem que coisa fofa. Menos mimimi e mais amor. Curta, caia na brincadeira e quem sabe você não será um contemplado?", se explicou. Mesmo assim, Latino logo apagou a publicação onde anunciava o sorteio. 

Quem também não gostou nada do sorteio organizado pelo cantor foi Luísa Mell, bastante conhecida por sempre estar envolvidas em causas animais. Por meio de um vídeo, compartilhado em seus Stories, nesta quarta-feira (6), ela se pronunciou.

Leia também: Latino foi extraditado dos EUA por roubar carro e ir a balada

Luísa Mell
Divulgação
Luisa Mell: confira as polêmicas em que a ativista se meteu para defender os animais


“Oi, gente, bom dia. Eu vi as milhares de mensagens de vocês [falando] que o cantor Latino ia sortear um cachorro, um Lulu [da Pomerânia]. Mas, quando fui olhar, graças a vocês, que são maravilhosos conscientes, ele já tinha abortado essa ideia, porque foi realmente massacrado”, iniciou.

“Infelizmente, o Latino não entendeu a mensagem. Ele acha que trata-se de haters, mas não tem nada a ver com haters, não, Latino. São pessoas conscientes que estão tentando te ensinar que animais não são coisas”, tentou explicar.

“Sei que você tem muita dificuldade para isso. A gente já teve um atrito no passado, porque você deu cigarro para um macaco, para tentar fazer seu Instagram bombar mais. Aliás, você fica sempre tentando se utilizar dos animais para tentar ter mais sucesso”, declarou.

Luísa Mell ainda deu algumas dicas a Latino . “Deixa eu te falar. Você tem talento. Você faz shows incríveis. Você não precisa explorar os animais pra isso. Deixa os animais em paz. Eles não são coisas para serem sorteados”, afirmou. Por fim, a ativista ressaltou que os animais "são seres sencientes, precisam de amor, responsabilidade e que há um sofrimento enorme na criação de animais. Você deveria se informar um pouco mais”.


    Veja Também

      Mostrar mais