O governo do Canadá deixará de custear a segurança do príncipe Harry e de Meghan Markle já em abril, segundo nota divulgada pelo escritorio do ministro da Segurança Pública, Bill Blaigo. O país deve deixar de fornecer a proteção para o casal nas próximas semanas, quando eles se afastarem definitivamente das atribuições na família real britânica.

Leia também: Harry e Meghan reclamam de tratamento diferente de membros da Família Real

Príncipe Harry e Meghan Markle arrow-options
Reprodução/Instagram
Príncipe Harry e Meghan Markle


Leia também: É oficial! Harry e Meghan confirmam deixar a Família Real em abril

Segundo a nota, Harry e a esposa “são atualmente reconhecidos como pessoas protegidas internacionalmente” e que, por isso, “o Canadá tem a obrigação de fornecer assistência de segurança conforme necessário”. No entanto, o texto ressalta que o país deve deixar de contribuir com esses custos “nas próximas semanas", conforme a mudança de status.

Leia tambem: Harry e Meghan vão deixar de usar título de "alteza real"

O fim do processo de saída de Harry e Meghan da coroa está previsto para o dia 31 de março. Mesmo que em caráter simbólico, a rainha Elizabeth II é a atual chefe de Estado do Canadá, uma monarquia parlamentar.




    Veja Também

      Mostrar mais