A declaração feita pelo príncipe Harry e por Meghan Markle, considerada por alguns como "petulante", segue tendo desdobramentos. No texto, publicado no site do casal na última sexta-feira, entre outras afirmações, eles comentaram que estão tendo um tratamento diferente de outros membros da família. 

Leia também: É oficial! Meghan Markle e Harry confirmam deixar a Família Real em abril

Meghan Markle e príncipe Harry arrow-options
Divulgação
Meghan Markle e príncipe Harry


"Embora haja precedentes de outros membros titulares da Família Real que procuraram emprego fora da instituição, para o Duque e a Duquesa de Sussex foi estabelecido um período de revisão de 12 meses. De acordo com o contrato, o duque e a duquesa de Sussex entendem que precisam renunciar aos deveres reais e não assumir deveres representativos em nome de Sua Majestade, a Rainha", escreveram.

Leia também: Trabalho de Meghan Markle com a Disney está só começando, afirma jornal

Segundo fonte ligada à realeza ouvida pelo site The Mirror , eles estariam se referindo às princesas Eugenie e Beatrice, primas de Harry. As duas são filhas de Andrew Albert, duque de York e segundo filho homem da rainha Elizabeth II , com Sarah Ferguson. As irmãs têm empregos em período integral.

Leia também: Príncipe Harry e Meghan são clicados pela primeira vez desde a mudança ao Canadá

Na mesma declaração, o príncipe Harry e Meghan Markle  publicaram detalhes sobre a transição. Eles também escreveram que a "rainha não é dona da palavra 'Real' em todo o mundo". Isso aconteceu depois que o casal foi forçado a abandonar a marca "Sussex Royal", ou seja, duque e a duquesa de Sussex.

    Veja Também

      Mostrar mais