Tamanho do texto

Pelas redes sociais, o ator negou ter financiado ONGs e elogiou o trabalho dos brasileiros em prol do meio ambiente: "Eles são um exemplo incrível"

Leonardo Dicaprio respondeu neste sábado (30) a  acusação do Presidente Bolsonaro de que ele teria financiado Organizações Não-Governamentais (ONGs) e "colaborado com queimadas na Amazônia". Em publicação no Instagram, o ator informou que "embora dignos de apoio, nós não financiamos as organizações citadas."

fotos de bolsonaro e do leonardo dicaprio arrow-options
Reprodução/Instagram
Leonardo Dicaprio negou ter financiado organizações citadas pelo Presidente Bolsonaro em acusação

Envolvido com causas ambientais, Leonardo DiCaprio também reforçou que apoia os grupos que protegem o meio ambiente. "O futuro desses ecossitemas insubstituíveis está em jogo e eu tenho orgulho de estar ao lado dos grupos que o protegem", disse.

O ator hollywoodiano também elogiou o trabalho que os brasileiros estão fazendo para "salvar a herança natural e cultural" do Brasil. "Eles são um exemplo incrível, comovente e humilde do compromisso e paixão necessários para salvar o meio ambiente."

"Continuo comprometido em apoiar as comunidades indígenas brasileiras, governos locais, cientistas, educadores e público em geral que estão trabalhando incansavelmente para garantir a Amazônia para o futuro de todos os brasileiros", finalizou. 


Leia também: Afundou o Titanic? Acusação de Bolsonaro a Leonardo DiCaprio vira meme

Entenda acusação à Leonardo DiCaprio

Bolsonaro acusou o ator de ser um dos responsábeis pelos indêncios na floresta amazônica em live no Facebook na noite de quinta-feira (28). 

“Uma ONG ali pagou R$ 70 mil por uma foto fabricada de queimada. O que é mais fácil? ‘Toca’ fogo no mato. Tira foto, filma, manda para a ONG, a ONG divulga, entra em contato com o Leonardo DiCaprio e o Leonardo DiCaprio doa US$ 500 mil para essa ONG. Leonardo DiCaprio, você está colaborando com as queimadas na Amazônia”, disse Bolsonaro.

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente, já havia feito acusações semelhantes em suas redes sociais, afirmando que o ator doou US$ 300 mil para a ONG WWF, que ele também acusou de ter iniciado incêndios.

Leia também: Leonardo DiCaprio elogia Greta Thunberg: "Uma líder do nosso tempo"

Segundo informações da Folha de S.Paulo , o Presidente voltou a falar do ator na sexta-feira (29), no Palácio do Alvorada: "Agora, o Leonardo DiCaprio  é um cara legal, não é? Dando dinheiro para 'tacar' fogo na Amazônia", teria dito.