Tamanho do texto

Antônio Marcos Bueno assassinou Camila Lourenço no ano passado

O cantor sertanejo Antônio Marcos Bueno foi condenado a 30 anos de prisão acusado de assassinar a namorada Camila Lourenço , de 32 anos, com 10 facadas em abril do ano passado. O julgamento aconteceu no Fórum de Araraquara (SP) na última terça-feira (1) e durou cerca de nove horas. A família da vítima sente que a justiça foi feita.

Leia também: Irmã de Rafael Miguel desabafa: "tenho momentos de ódio"

Cantor sertanejo foi acusado de matar Camila Lourenço arrow-options
Reprodução/YouTube/EPTV
Cantor sertanejo foi acusado de matar Camila Lourenço


Leia também: Curiosidade mórbida? Assassinato da atriz Sharon Tate domina o cinema 

Segundo informações do jornal local da EPTV , emissora afiliada Rede Globo , o cantor sertanejo cometeu o crime na frente da mãe dele e, antes do julgamento, parentes e amigos de Camila se reuniram na frente do fórum. “Minha filhar era uma menina muito doce, muito família, amiga e o que a gente quer é só justiça”, disse a mãe da vítima Izabel Cristina Lourenço.

A advogada da vítima, Josimara Veiga Ruiz, comentou que o assassinato teve testemunha presencial e a forma como ela foi encontrada morta “gera uma certeza de como os fatos se deram”. Antônio foi condenado por homicídio, feminicídio, motivo torpe e meio cruel e ficará em regime fechado, mas a decisão cabe recurso.

Leia também: Família de Pablo Neruda insiste em suspeita de assassinato

“Hoje vamos dormir sabendo que a alma dela está descansando e sabendo que a justiça foi feita”, falou a irmã de vítima, Valéria Diogenes Lourenço. O julgamento foi a júri popular e a defesa do cantor sertanejo alegou legítima defesa, algo que não convenceu.