Tamanho do texto

A espera da primeira filha, fruto do casamento com Chay Suede, a modelo falou sobre a gestação e ataques epiléticos nesta fase

Grávida da primeira filha, Maria, Laura Neiva estreou o barrigão na capa da Marie Claire de outubro e falou sobre este novo momento em sua vida e na do marido, o ator Chay Suede.

Leia também: Laura Neiva relembra dia em que pediu Chay em casamento: "Ficou confuso"

Laura Neiva na capa da Marie Claire arrow-options
Reprodução/ Instagram @marieclairebr
Laura Neiva na capa da Marie Claire

Aos 25 anos e no 6° mês de gestação, Laura Neiva declarou que os efeitos da gravidez não são tão bons. “Não vou chamar de difícil porque, ouvindo os relatos de outras grávidas, não tenho coragem. Mas é muito chato você ter enjoo e vomitar todo dia, ficar com azia e sentir sono o dia inteiro, estar mal-humorada", declara a modelo.

Leia também: Chay Suede não vê a hora de ser pai: "Eu até sonho com o rosto dela"

Chay Suede e Laura Neiva  para a Marie Claire arrow-options
Reprodução/ Marie Claire/ Cassia Tabatini (Groupart)
Chay Suede e Laura Neiva para a Marie Claire

Sincera ao falar sobre a maternidade, ela não hesitou em não fantasiou esta fase em sua vida e assumiu: "Acho divertido ter um bebê se mexendo dentro de mim. Sei que vou amá-la, não tenho a menor dúvida, mas ainda não posso dizer ‘amo minha filha’, é uma construção do dia a dia. Tem gente que tem essa sensação de criar laços logo no início. Para mim, acho engraçado e prazeroso o momento. Estou curtindo cada dia, cada avanço".

Ataques epiléticos

Segundo a publicação, a esposa de Chay Suede sofre de epilepsia - diagnosticada há sete anos - e crises de ausência, que são pequenos lapsos de consciência que podem durar de 5 a 30 segundos e precederem ou não uma crise convulsiva.

Leia também: Laura Neiva é questionada sobre brinquedos eróticos: "Quero muito"

Laura Neiva diz que sofre desses lapsos desde pequena, mas que não sabia explicar para a mãe antes de ter a primeira convulsão e "ligar os pontos".  Grávida , o problema intensificou. "Tive pouquíssimas convulsões durante a gravidez, mas crises de ausência tenho toda semana, enquanto não grávida tinha uma vez por mês”, afirma.

    Leia tudo sobre: Gravidez