Tamanho do texto

Mariah conquistou Lisboa ao posar nua para a publicação e comemorou a vitória relembrando polêmica com Bolsonaro; veja o ensaio dela

Como capa da Playboy portuguesa de setembro, a brasileira Mariah Fernandes registrou recorde de vendas do magazine em Lisboa, com um ensaio cheio de sensualidade e ousadia, inspirado na modelo Kate Moss.

Leia também: Playboy Brasil se despede em meio a acusações de fraude, assédio e estelionato

Mariah Fernandes na Playboy arrow-options
Bernardo Coelho / CO Assessoria
Mariah Fernandes na Playboy

Polêmica, a modelo da Playboy fez uma dedicatória na capa da sua revista para o presidente Jair Bolsonaro, o chamando de machista e dizendo que nunca posaria nua no Brasil. Segundo ela, além do ensaio nu, este fator contribuiu para o sucesso das vendas.

Leia também: Modelo da Playboy é presa suspeita de matar psiquiatra nos EUA

"Desde o lançamento todos me perguntavam onde encontrar a revista, foi um marco, nunca esquecerei. Acredito que a curiosidade do público em saber que critiquei o machismo do Bolsonaro ajudou nessas vendas", disse  Mariah Fernandes .

Leia também: Dez musas da Playboy que posaram para a revista novamente após muito tempo

O protagonismo da morena na Playboy resultou em  21.347 exemplares vendidos, unindo revista física e digital, assim, desbancando Nathy Kihara e Fabiana Britto, ambas com margem de 19 mil exemplares vendidos no país.