Tamanho do texto

Chicão falou sobre causa LGBT e porque não levanta a bandeira. Filho de Cássia Eller também falou sobre fama e pressão que vem com a herança

Conhecido desde a infância como Chicão, o filho de Cássia Eller hoje usa o nome artístico de Chico Chico para fazer música. Com 25 anos, ele deu uma rara entrevista para o canal do Youtube “Papo de Música” e falou sobre a pressão que vem com a herança, sua aversão a fama e a causa LGBT. 

Leia também: Tiago Iorc é primeiro convidado em retorno da série Acústico MTV

chicao arrow-options
Reprodução/Multishow
Em entrevista, Chicão, filho de Cássia Eller fala sobre fama, carreira e causa LGBT

"Não é o meu papel, enquanto homem branco da Zona Sul do Rio de Janeiro, heterossexual, carregar a bandeira LGBT”, disse. Filho de Cássia Eller e Maria Eugênia, Chicão foi fruto de uma longa e conhecida batalha judicial depois da morte da cantora.

Leia também: Saiba quais são as músicas mais ouvidas de Chico Buarque

“Sou fruto de um casal LGBT que elas, sim, sem levantar bandeiras, e por opção pessoal delas mesmas, representam uma coisa gigante que eu me orgulho muito. Quer dizer que a gente é uma família, que esse amor existe. Não tenho pretensão de carregar bandeira, até porque não faria sentido. Sou uma pessoa pra dar apoio, e apoio toda a forma de luta nesse sentido", completou o músico.

Tímido, ele falou sobre fama e a preferência por não ficar nos holofotes: "Não me interessa ficar falando muito de mim. O meu trabalho não é esse. (...) Gosto de pensar que sou um compositor, antes de ser cantor. Esse é o meu ofício", completa.

Leia também: De IZA a Beyoncé, confira músicas para ouvir no Dia Internacional da Mulher

Ele também comentou sobre a pressão de ser filho de Cássia Eller e as pressões que podem vir com essa herança: "Não me sinto cobrado. Até porque eu não encaro assim, não é a minha preocupação. Entendo que tem gente que acha isso, mas não é essa a minha preocupação", concluiu Chicão.

    Leia tudo sobre: músicas