Tamanho do texto

Atriz falou sobre sua primeira cena de nudez, aos 18 anos, no filme "Jamón, Jamón" em entrevista para a edição americana da revista Esquire.

Penélope Cruz no ensaio para a Esquire
Divulgação/Esquire
Penélope Cruz no ensaio para a Esquire

Aos 43 anos, Penélope Cruz é a principal atração da edição americana de novembro da Esquire . Prestes a estrear nos cinemas com a nova versão do suspense “Assassinato no Expresso do Oriente”, baseado na obra de Agatha Christie, a espanhola deu uma extensa entrevista para a publicação masculina e fez um ensaio sensual.

Leia também: "Estão querendo castrar nossa alegria", diz Patrícia Pillar sobre onda moralista

Vencedora do Oscar por “Vicky Cristina Barcelona” (2008), Penelope Cruz também tem por estrear em 2017 “Loving Pablo”, em que divide a cena com seu marido Javier Bardem. Ele faz Pablo Escobar, ela uma jornalista que foi amante do traficante por muitos anos.

Leia também: Efeito Harvey Weinstein! Jason Momoa se desculpa por piada de estupro

Penélope Cruz em ensaio para a Esquire
Divulgação/Esquire
Penélope Cruz em ensaio para a Esquire

Foi justamente em “Vicky Cristina Barcelona” que Penélope e Bardem engataram um romance, mas antes disso já tinham contracenado algumas vezes.  Inclusive, na primeira cena de nudez da atriz no cinema, aos 18 anos. Na entrevista, a espanhola relembrou esse momento singular.

Ela contou que chorou após rodar a cena de "Jamón, Jamón" (1992). Perguntada se pensou desistir do filme por causa das cenas de nudez, ela disse: "Eu pensei: ‘há um personagem lá, há um estilo, o material é realmente bom ‘".

"Claro que não estava ansiosa por essas cenas, mas eu fiz. Todos eram realmente respeitosos, conscientes do fato de eu ter 18 anos. Lembro-me do último dia de filmagem, eu estava chorando, dizendo: “E se eu nunca mais for chamada para um filme”? O sentimento foi devastador".

Leia também: Sabrina Sato dá dicas de sexo e afirma que tamanho não importa na hora do sexo

Sexualidade

Penélope Cruz na Esquire
Divulgação/Esquire
Penélope Cruz na Esquire

Trabalhar sua sexualidade foi algo constante na carreira da atriz. Foram muitos os filmes, tanto na Espanha como nos EUA, em que a espanhola trabalhou com sua sensualidade. “Carne Trêmula” (1997), “Vanilla Sky” (2001), “Profissão de Risco” (2001) e “Para Roma com Amor” (2012) para citar alguns exemplos exploram o ideário de sexualidade latina da atriz.

No ensaio clicado para a Esquire pelos fotógrafos Mert Alas e Marcus Piggott, Penélope Cruz surge envolvida por uma cortina azul em um dos registros. Nada como a segurança da mulher madura.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.