Tamanho do texto

Conhecido pelo bordão "Cara, crachá" no "Zorra Total", Paulo Silvino lutava contra um câncer de estômago desde julho de 2016

Aos 78 anos, o ator Paulo Silvino faleceu na manhã desta quinta-feira (17), em sua casa, no Rio de Janeiro. O humorista lutava contra um câncer de estômago e havia feito uma cirurgia no mês de julho do ano passado para a retirada do órgão.

Leia também: Bizarro! Relembre as cenas mais estranhas das novelas

Paulo Silvino morreu nesta quinta-feira (17), aos 78 anos; o ator estava em casa e lutava contra um câncer de estômago
Divulgação/TV Globo
Paulo Silvino morreu nesta quinta-feira (17), aos 78 anos; o ator estava em casa e lutava contra um câncer de estômago

A informação da morte de  Paulo Silvino foi confirmada pelo filho do ator, João Paulo Silvino, através de uma publicação nas redes sociais. Na postagem, ele publicou uma foto do pai e escreveu "Que Deus te receba de braços abertos meu pai amado". Segundo informações divulgadas pela Rede Globo , o ator faleceu em sua casa, localizada na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro. 

Leia também: Luiz Melodia morre no Rio vítima de câncer na medula óssea

Com a doença, ele chegou a perder cerca de 15kg. O câncer se espalhou por diversos órgãos e o deixou debilitado e com um estado de saúde frágil. Por conta disso, a família preferiu continuar o tratamento paliativo em casa, a fim de diminuir os desconfortos causados pela doença.



Nas redes sociais, diversos fãs lamentaram a morte do ator, que marcou o cenário humorístico brasileiro com seus personagens emblemáticos e divertidos. Severino, do "Zorra Total" é o mais conhecido deles.

Relembre a carreira

O ator e humorista descobriu seu talento para a comédia ainda na infância, sob a influência de seu pai, o humorista Paulo Ricardo Campos Silvino. Por conta da carreira do pai, Silvino cresceu em gravações de rádio e coxias de teatro.

Sua estreia na Rede Globo se deu em 1966, no programa "Canal 0", que tirava sarro da própria emissora. Ao longo de sua carreira, se destacou em"Balança Mas Não Cai" (1968), "Planeta dos Homens" (1976) e "Viva o Gordo" (1981), todos da emissora global.

Leia também: "Zorra Total" passará por reformulação. O que você acha?

O último trabalho de Paulo Silvino foi no humorístico "Zorra Total", onde fez sucesso como o porteiro Severino, com os bordões "Cara, crachá" e "Isso aí é uma bichona". 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.