Tamanho do texto

Caio Castro foi flagrado posando com um fuzil do Grupo de Operações Especiais de São Paulo na saída de uma balada durante blitz na rua

Polêmica à vista! Depois de curtir uma noite de badalação em São Paulo, Caio Castro foi flagrado segurando um fuzil do Grupo de Operações Especiais (GOE). A cena foi ao ar na tarde dessa quarta-feira (12) no programa "Fofocalizando" do SBT apresentado pelo jornalista Leo Dias. 

Leia também: Barraqueiro: relembre dez vezes que Caio Castro causou

Caio Castro é flagrado por equipe de televisão segurando fuzil após noite de badalação em São Paulo
Divulgação
Caio Castro é flagrado por equipe de televisão segurando fuzil após noite de badalação em São Paulo


Problemas à vista

O programa "Fofocalizando" mostrou com exclusividade a nova polêmica que vai entrar para o currículo de Caio Castro : o ator global foi fotografado na saída do Villa Mix, uma balada sertaneja em São Paulo, com um fuzil do Grupo de Operações Especiais, repartição da Polícia Civíl do estado. De acordo com a fonte que capturou a cena, o ator teria parado a equipe durante uma blitz e pedido para tirar uma foto com a arma. No momento em que o flagrante foi feito, o grupo da polícia estava em serviço e foi uma quebra dos códigos de conduta que deixassem alguém externo à corporação manusear o fuzil. A corporação não se manifestou sobre o caso.

Leia também: Maria Casadevall elogia Caio Castro: “contigo amadureci, e muito”

No programa ''Fofocalizando'', Caio Castro foi pego posando com fuzil da polícia
Reprodução/SBT
No programa ''Fofocalizando'', Caio Castro foi pego posando com fuzil da polícia


Leia também: "Esse rapaz não sabe se calar?", diz Maitê Proença sobre Caio Castro

Antes da imagem ir ao ar no SBT, Leo Dias já havia comentado o caso em sua conta do Twtitter e no Instagram. "Não é ficção!", escreveu o jornalista. Os seguidores do blogueiro ficaram indignados com o caso e criticaram a postura de Caio Castro . "Um policial não pode entregar a arma do Estado na mão de ninguém, independente de ser famoso ou anônimo", escreveu um internauta revoltado, já outro escreveu "isso é muito irresponsabilidade da parte do policial e do ator". Porém, algumas excessões ficaram do lado do global afirmando que poderia ser mera curiosidade do ator e que não havia problema algum na cena e criticaram a posição do jornalista dizendo que ele estava tentando acabar com a carreira de mais um nome da televisão.