A direção do " Grande Fratello ", o "Big Brother" italiano, permitiu que os participantes ligassem para seus familiares na última segunda-feira (17). A decisão, inédita, foi tomada por conta da situação crítica em que se encontra a Itália durante a epidemia de coronavírus, que já matou mais de três mil pessoas no país.

Leia também: Como deve ficar o "BBB" com a pandemia de coronavírus?

arrow-options
Reprodução
"Grande Fratello", o BBB italiano


Antes dos confinados do " BBB " europeu entrarem em contato com os parentes, o apresentador, Alfonso Signorini, explicou o porquê da liberação do telefonema.

Leia também: Coronavírus: Globo veta plateia no paredão do "BBB 20"

''A situação em que estamos na Itália e em outros países é única, incrível e nunca aconteceu antes. Contaremos tudo a vocês e lhe daremos a oportunidade de conversar com seus entes queridos, um a um. Mostraremos a você o que os italianos estão fazendo para trazer a vocês pouco de leveza e todos os dias forneceremos novas informações".O site da atração mostrou a emoção de cada um dos confinados, dizendo que eles ''soltaram um grito libertador'' ao constatarem que seus entes estão bem em meio a grave crise no país. Inicialmente programado para terminar em 27 de abril, o ''Big Brother VIP 4'' será encerrado no próximo dia 8 devido ao surto de coronavírus.

Leia também: "BBB 20": Após ouvir sobre coronavírus, Daniel pega barata com a mão e é criticado

Ver essa foto no Instagram

Queste sono le emozioni più belle della vita... l'amore dei propri cari ♥️ #GFVIP

Uma publicação compartilhada por Grande Fratello (@grandefratellotv) em


Aqui no Brasil, medidas também foram tomadas e um médico infectologista foi chamado ao " BBB " para dar orientações para os brothers. Além disso, a produção mantém os participantes informados sobre o estado de seus familiares.

    Veja Também

      Mostrar mais