A ex-participante do "BBB"  Cacau Colucci , que ficou confinada no Quarto Branco na décima temporada do programa, relembrou o perrengue que passou na época ao Estado de S. Paulo . Recentemente, Boninho confirmou que, sim, a vigésima edição contará com o temido cômodo.

Leia também: "BBB 20": Tá confirmado! Boninho diz que vai ter mesmo o Quarto Branco

Cacau Colucci arrow-options
Reprodução/Instagram
Cacau Colucci


"Acho que o pré-confinamento é pior, porque você está sozinho e não tem com quem conversar. É aquela tensão de começar o programa logo, quem serão os participantes", avalia, em comparação ao período pelo qual os participantes passam confinados em um hotel dias antes do início do " BBB ".

"No Quarto Branco , meu medo era ir para o Paredão, mas você tem com quem conversar, já está dentro da casa", disse. Entre as principais dificuldades do cômodo, Cacau cita a intensa luz branca e o fato de não poder tomar banho.

Leia também: Daniel é acusado de assédio no "BBB 20"; web pede expulsão do brother

Ela diz que, lá, a pressão é muito mais psicológica. "Tudo branco. Macacão branco, as comidas. A luz não apagava. Ficamos 55 horas no quarto com tudo aceso. Minha sorte é que eu estava com pessoas que eu gosto, Morango e Serginho, então a gente ficava conversando, eles faziam piadas... O tempo passou mais rápido", relembra.

Ralf Krause , do "BBB 9", também esteve no Quarto Branco de sua edição, e compara: "A diferença é que o quarto do hotel tem janelas, ventilação, distrações como livros, música, etc." Ele ainda comenta que o pré-confinamento é mais movimentado: "A porta não fica trancada e durante todo o dia diferentes pessoas entram em contato com você pra ver tamanho de roupa, estilo, contrato, regras do programa... Então você não se sente preso."

Leonardo e Ralf no arrow-options
Reprodução/Globo
Leonardo e Ralf no Quarto Branco do BBB


Leia também: Lucas Gallina deixa presente podre escondido na casa do "BBB 20"

Leonardo Jancu , também do "BBB 9", não aguentou a pressão psicológica do cômodo e desistiu do programa após apertar o "botão vermelho". "No caso, eram 10 dias de hotel, sem televisão, telefone, relógio ou qualquer coisa. Porém, comendo e bebendo o que quiséssemos", conta, sobre o período de pré-confinamento.

O ex- BBB opina: "No hotel ainda não somos conhecidos, já no Quarto Branco o nosso psicológico está a mil, sem saber como está nossa imagem aqui fora, boa ou péssima, nervosismo devido à falta de comida no caso de ter ficado na 'xêpa'".

    Leia tudo sobre: bbb

    Veja Também

      Mostrar mais