A defesa da ex-companheira de Gugu Liberato, Rose Miriam di Matteo , anexou ao processo em que pleiteia o reconhecimento de união estável com o apresentador desenhos produzidos pelos filhos do casal, em 2011, nos quais todos são representados como uma família. O Globo  teve acesso ao processo pela união estável, que corre sob segredo de Justiça na 9ª Vara da Família e Sucessões do Foro Central de São Paulo. O processo também traz 75 fotos do casal anexadas por Rose para demonstrar a união estável dos dois e cartas de amor entre os dois.

Leia também: Gugu teria feito cruzeiro com a família depois de doença de Rose Miriam

Desenho dos filhos de Gugu arrow-options
Reprodução
Gugu Liberato e Rose Miriam Di Matteo


A defesa sustenta que os desenhos dos filhos do apresentador — que hoje estão em lado oposto à mãe na disputa pela herança de Gugu — reforçam a tese de que se tratava de um relacionamento "duradouro, contínuo e público", requisitos exigidos pela lei para atestar a união estável, de acordo com advogados de Rose. Os dois nunca foram casados.

Datados de 31 de março de 2011, os desenhos mostram Gugu e Rose de mãos dadas com um menino e duas meninas — referências a João Augusto , que atualmente tem 18 anos, e as gêmeas Sofia e Marina , que hoje têm 16. "Mamãe, eu te amo, quero que você seja feliz", diz mensagem escrita ao lado de um dos desenhos, com grafia infantil. Um pouco abaixo, a mensagem é reforçada: "nós te amamos".

Outro desenho com a mesma data, feito na mesma folha de papel, traz a imagem de duas meninas e um cachorro, assinadas por "Marina", uma das filhas do casal.

Leia também: Advogados de Rose Miriam anexaram 75 fotos do casal para comprovar união estável

Desenho dos filhos de Gugu arrow-options
Arquivo pessoal
Desenho dos filhos de Gugu


As imagens somam-se a indícios levados ao processo pela defesa de Rose para atestar o relacionamento com Gugu. Conforme revelou nesta quinta-feira O GLOBO, há no processo pelo menos 75 imagens de Gugu, Rose e família em diferentes situações, como viagens de família, comemorações de aniversário e até encontros românticos. Os advogados também anexaram dados de uma conta conjunta que era mantida em nome de Rose e do apresentador.

Mais de três meses após a morte de Gugu, sua família e Rose travam uma disputa pelo direito à herança avaliada em quase R$ 1 bilhão.

O apresentador morreu em novembro do ano passado, em decorrência de um acidente sofrido na casa em que morava com Rose e os três filhos, em Orlando. Poucas horas após o sepultamento do apresentador, foi lido à família o testamento elaborado por ele em 21 de março de 2011, que tirou de Rose os direitos de herdeira. Advogados de Rose defendem que ela apresentava "quadro delirante paranoico" e estava em depressão quando assinou o documento que a tirou do testamento do apresentador.

Leia também: Advogados dos irmãos de Gugu Liberato negam atraso em pagamento à viúva

Rose Miriam abre fotos do arquivo pessoal para comprovar união estável com Gugu Liberato arrow-options
Arquivo Pessoal/Rose Miriam
Rose Miriam abre fotos do arquivo pessoal para comprovar união estável com Gugu Liberato


Também em 2011, Rose e Gugu firmaram um termo de compromisso de criação de filhos, que previa pagamentos mensais a ela. Atualmente, a defesa atribui a medida a uma crise no relacionamento da dupla, que teria sido superada nos anos seguintes.

Em seu testamento, o apresentador destinou 75% do seu patrimônio ao filho João Augusto e às gêmeas Sofia e Marina. Os outros 25% deveriam para seus cinco sobrinhos. A inventariante do testamento é Aparecida Liberato, irmã do apresentador.

Após a leitura do testamento, Rose procurou o escritório do advogado Nelson Willians. Na ação patrocinada pelo escritório, Rose pleiteia a anulação do testamento, o direito a 50% do patrimônio do apresentador.

O Globo perguntou a representantes dos filhos e da inventariante do testamento de Gugu por que a família entende que não havia um relacionamento estável entre o casal, já que fotos e cartas registram uma convivência duradoura. Perguntou também por que razão Gugu se referia a Rose como integrante de sua família. A assessoria informou que não comentaria o assunto.

"Com relação às questões, devido ao fato do assunto estar sob sigilo judicial, os advogados irão respeitar esse sigilo", informaram nesta quinta os advogados.

Em nota divulgada no último mês, os defensores dos filhos de Gugu declararam "não pactuar com espetáculo que pretende transformar mentira em verdade, para desvirtuar os legítimos desejos de seu pai e, principalmente, a realidade por todos eles vivenciada". Eles defendem que o testamento assinado por Gugu em 2011, ainda válido de acordo com entendimento do Judiciário, seja mantido e respeitado.

    Veja Também

      Mostrar mais