Tamanho do texto

Baixista estava internado desde sexta-feira, em SP, após sofrer um AVC

Amigo e "chefe" por quase 30 anos de Bira, Jô Soares conversou com  O Globo sobre o baixista, morto neste domingo . O apresentador conta que não vinha tendo muito contato com o músico, se falavam esporadicamente por telefone. Mas Jô sabia, por meio de seus funcionários, que o amigo "já não vinha bem".

Jô Soares e Bira arrow-options
Reprodução / TV Globo
Jô Soares e Bira


Leia também: Faustão relembra histórias da TV em rara entrevista a Jô Soares

"Ele era uma resistência, mesmo já debilitado. Tinha uma imensa alegria e a transmitia com aquela gargalhada marcante dele", relembra Jô Soares .

Leia também: Final do "Programa do Jô" repercute no mundo dos famosos

Outra característica inesquecível de Bira, segundo o apresentador, era a "comunicação inteligente" do baixista. "Era muito bem informado, lia demais, participava ativamente de todas as entrevistas. Quando fazíamos shows fora do programa com o Sexteto, era sempre o mais querido, mais tietado. Nessas horas não há muito mais a ser dito. Apenas que ele vai fazer muita falta", lamenta Jô Soares .