Linn da Quebrada e a mãe Lilian
Reprodução/Instagram
Linn da Quebrada e a mãe Lilian

Assistir à filha na TV não tem sido fácil para Lilian dos Anjos. Além da saudade que sente de Linn da Quebrada, ela não esconde certa angústia ao ver a artista triste no "BBB 22", como aconteceu na última festa do líder, quando, mais uma vez, ela foi tratada pelo pronome masculino .

O equívoco aconteceu durante uma fala de Lucas Bissoli, que, ao ver Linn e Natália Deodato juntas, sentadas, disse da pista: "Venham os dois aqui". O Barão da Piscadinha até tentou explicar, mas Linn não aceitou a desculpa, já que após um mês de programa no ar, avisos, e até uma aula dada por Tadeu Schmidt ao vivo sobre pronomes e tratamentos (na primeira vez que aconteceu o mesmo na casa), ela está farta de ter que ponderar o óbvio, apesar de ter perdoado o brother.

Com isso, Lilian surgiu pela primeira vez nas redes sociais se dirigindo ao público do reality. Os adms da cantora postaram em sua conta oficial no Twitter o vídeo de Lilian. "Lindonas e lindões, boa tarde. Estou passando aqui para desejar tudo de bom para vocês, pedindo para vocês torcerem muito para a minha filha, que ela merece. Gostaria muito que o Brasil todo torcesse por ela. Estou com muita saudade, amo ela, assisto ela todos os dias e só quero pedir para vocês torcerem por ela, muito, de coração. Amo minha filha e amaria se vocês também pudessem fazer isso por ela e por mim", disse, emocionada.

No programa, Linn, que foi criada por uma tia enquanto a mãe trabalhava, contou que o processo de transição de gênero entre Junior e Lina foi muito complexo e difícil para Lilian. "No início foi bem difícil, porque ela tinha a ideia da travesti de onde vivem, do que se alimentam, do perigo, com medo do que o mundo podia me fazer", iniciou o relato. "Ela usava o medo para que eu desistisse de ser: ir morar com meu pai, me expulsar de casa, ela chorou muito, dizia que era uma fase, que ia passar. E isso não só para ela, mas o restante do contexto. E eu ficava com culpa".

Leia Também

A cantora e atriz contou ainda que a visão de Lilian, que nasceu em Alagoas, mudou quando ela se mudou. "Quando saí de casa, fui morar em São Paulo e quando consigo trabalhar e me sustentar, isso vira uma surpresa para ela. Ela tinha outra ideia do que poderia acontecer e me olha com curiosidade, de que é possível. 'Minha filha é artista'. Antes de me ver como qualquer outra coisa, ela me via como uma artista".

Nas fotos em que aparecem juntas, Lilian tem sempre um elogio à filha famosa, e passou a ser meio mãe de outras trans e travestis que convivem com Linn. "Ela tinha medo do que o mundo poderia fazer comigo, mas nesse medo, querendo me proteger, ela estava sendo violenta também. Nesse último filme que eu fiz, que eu dirigi, que nem saiu ainda. No meu primeiro curta, o 'Blasfêmea', tem um áudio da minha mãe falando 'Você tá bem? Tá se alimentando direito? Eu te amo... do jeito que você é'", relatou.

Linn ainda se lembrou e compartilhou com os brothers a reação de Dona Lilian quando ela decidiu colocar silicone nos seios: "Nesse último (o filme 'Bixa Travesty') tem meu processo do peito, tem ela falando 'antes você podia colocar o peito só quando eu morresse, mas eu era muito careta naquela época'. É muito bonito ver a transformação".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários