Manoel Soares no Encontro
Globo
Manoel Soares no Encontro

Substituindo Fátima Bernardes, que se recupera de uma cirurgia no ombro , Manoel Soares, apresentador da Globo, não conteve a insatisfação nesta segunda-feira (25) ao noticiar um episódio de preconceito durante o "Encontro". À situação, o comunicador expôs o áudio de uma coordenadora de uma rede de farmácias do Rio de Grande do Sul. No arquivo de áudio, a mesma orienta seus subordinados a contratarem pessoas "bonitas" e evitar "gordos, tatuados, feios e viados (sic.)".

"Eu não sei se vocês aí de casa já foram alvo de preconceito na hora de conseguir um emprego, eu particularmente já fui, mas não vem ao caso. Este áudio viralizou nos últimos dias e é lamentável as falas desta funcionária", explicou Manoel Soares, antes da exibição do áudio em questão. No fim do áudio, a funcionária diz: "Não somos bobos, nem nada, né?". Em resposta, Manoel dissertou. "Você é boba sim, você é boba e criminosa... porque tem gordofobia, homofobia, você tem um monte de coisa errada na sua fala. Para nós é uma tristeza saber que tem muita gente que pensa desse jeito. Quero deixar claro aqui, gente... que o problema não foram só as palavras que foram ditas no áudio, mas como foram ditas. Nesse caso fica nítida para gente que a intenção era discriminar". Sucedendo o colega, Patrícia Poeta comentou. "O preconceito e a discriminação estão claros ali".

Segundo noticiado pelo "Encontro", o caso está sendo investigado pela polícia civil do Rio Grande do Sul e a funcionária da farmácia, além de poder ser indiciada por homofobia, foi desligada da empresa. A pena para a infração vai de 3 a 5 anos de reclusão. Em resposta à atração, a rede de farmácias afirmou que o caso foi isolado e todo o contexto da história se passou em um canal de comunicação não oficial. Ouça o áudio.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários