Ellen DeGeneres
Reprodução: iG Minas Gerais
Ellen DeGeneres


Ellen DeGeneres anunciou o fim do seu talk show nesta quinta-feira (12) após sofrer acusações de abuso psicológico nos bastidores do programa. A apresentadora decidiu encerrar o "The Ellen DeGeneres Show" depois de 19 temporadas no ar.

Por conta do contrato, a apresentadora vai comandar o programa até 2022, no entanto, a audiência e o clima com a equipe nunca mais foi o mesmo desde que as acusações por parte dos companheiros de trabalho chegaram ao conhecimento do público.

"Quando você é uma pessoa criativa, você constantemente precisa ser desafiada. E por mais que esse programa seja bom e engraçado, não era mais desafiador", justificou Ellen para revista "Hollywood Reporter".

Ela revelou que acabar com o programa estava em seus planos desde 2018 e, na época, escreveu um artigo para o jornal "The New York Times" confessando que a mulher, Portia De Rossi, estava encorajando ela seguir outros caminhos, mas o irmão e os produtores da Warner Bros a convenceram do contrário.

Mas, após investigação interna feita pela Warner Bros junto com a acusação de ser um local de trabalho tóxico, Ellen fez uma série de mudanças nos bastidores em 2020 e pediu desculpas a todos que se sentiram ofendidos, o que não adiantou.

"Embora todas as coisas boas cheguem ao fim, você ainda tem esperança de que coisas realmente grandes nunca cheguem", disse Mike Darnell, roteirista da Warner Bros, em comunicado. "O programa e Ellen trouxeram comédia, alegria, felicidade, conforto e dança a todos. Para incontáveis milhões, todos os dias, durante 18 anos. Foi e é uma peça inesquecível do panorama da televisão, e fará muita falta", completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários