Videomaker pretende processar Nego Di
Reprodução/Instagram
Videomaker pretende processar Nego Di

Nego Di está no Paredão e a torcida para ele deixar o "BBB 21" ó cresce . Porém, esse não é o único problema à vista que o comediante tem. O videomaker Alessandro Kroth pretende processar o humorista por uma dívida, pois o gaúcho não teria pagado pelos serviços de Kroth em gravações de vídeos para o youtube.

"Pretendo processar sim. É uma falta de respeito. Ele fez isso com outros profissionais, pessoas me procuraram relatando situações bem parecidas. Alguma providência tem que ser tomada. Já estou em contato com advogados. Pretendo ir até o fim", disse Kroth em entrevista ao Uol.

Segundo o videomaker contou, ele entrou em contato com a equipe de Nego Di para participar de um sorteio que o comediante estava promovendo no Instagram. Era preciso desembolsar R$ 2500 para entrar no sorteio, mas Kroth ofereceu seus trabalhos em troca. Ele sugeriu para o humorista fazer um teste e se gostasse ele faria um trabalho de graça em troca do sorteio.

Então, a equipe de Nego Di teria entrado em contato com o videomaker. Ele foi convidado para ir fazer gravações em São Paulo para o canal de YouTube do comediante. "Desde o início, já entendi que não seria só um teste. Ele entrevistaria grandes humoristas do Brasil. Me passaram uma lista enorme de equipamentos para levar, era um trabalho sério", conta.

Segundo Kroth, depois desse trabalho ele não entrou no sorteio e mandou o valor do serviço para a equipe de Nego Di. "Pedi o valor do meu trabalho em dinheiro. O assessor negou, disse que era só um teste. Ele fez uma proposta ridícula, oferecendo R$ 400 pelos oito vídeos. Achei até uma ofensa! Calculando, daria em torno de R$ 2800. O próprio Nego Di entrou em contato comigo. Disse que eu não era ninguém para intimá-lo e que se eu quisesse buscar a justiça, poderia ir. Ele foi muito rude", conta. O videomaker reforça que pretende seguir com o processo para receber o dinheiro.

    Leia tudo sobre: bbb

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários