Muitos repórteres têm sofrido ataques de desrespeito do público nas ruas. Desta vez, a jornalista Julliana Lopes, da CNN Brasil , foi interrompida por um apoiador do presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (27) em frente ao Palácio da Alvorada

Leia também: Repórter da CNN toma susto com ligação ao vivo e preocupa espectadores; veja

O presidente da República diante do Palácio da Alvorada fala com os jornalistas
Arquivo pessoal
O presidente da República diante do Palácio da Alvorada fala com os jornalistas


A repórter falava sobre decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, de determinar o depoimento do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que tem prazo de cinco dias para ser ouvido pela Polícia Federal sobre o vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril em que disse que colocaria todos na prisão, "começando pelo STF".

Leia também: Jornalistas da Globo discutem ao vivo sobre o clima no "Bom Dia SP"

Na ocorrência, um homem gritou atrás da repórter: "Abraham Weintraub tem razão!". Ele estava em um balsão destinado a apoiadores de Bolsonaro, que é separado apenas por uma grade do lugar onde fica a imprensa.

"Larissa, eu vou voltar agora com você no estúdio. Está difícil a gente falar. Daqui a pouquinho eu volto", disse Julliana à apresentadora da CNN Larissa Alvarenga.

Leia também: Repórter é atacada ao vivo e gera climão: "Globo lixo"; assista

"Tá bom, Ju. Muito obrigada. A gente entende. A Ju está ali posicionada no Palácio do Planalto [na verdade, Alvorada]. Muitas vezes, apoiadores do presidente acabam atacando a imprensa. Então, por isso, até por uma questão de segurança, depois ela volta a conversar com a gente", entendeu Larissa.

    Veja Também

      Mostrar mais