De acordo com o site Notícias da TV , a apresentadora do "Jornal da Record", Adriana Araújo , teria sido afastada e forçada a tirar férias após ter uma crise de choro na edição do programa do último dia 21. A jornalista foi substituída por Janine Borba.

Leia também: Com apoio de Bolsonaro, Record registra aumento na receita após anos de queda

Adriana Araújo
Reprodução/Record
Adriana Araújo


Entre os supostos motivos para a suspensão dela seria uma discussão que Adriana teve com a chefia sobre a linha editorial do "Jornal da Record ". Segundo o site, ela teria se incomodado por estar "emprestando sua imagem a um telejornal governista".

Leia também: Com o fim da grade de domingo, Record enfrenta crise interna, diz site

A jornalista teria se queixado de uma reportagem sobre a situação do sistema de saúde pública de Manaus, onde corpos de vítimas da Covid-19 estavam sendo guardados em caminhões frigoríficos. A matéria deveria ter irdo ao ar no dia 21, mas foi vetada.

Leia também: Após demissão da Globo, Stênio Garcia fará cinema e já teve propostas da Record

No dia seguinte, a apresentadora teria tido uma conversa com o vice-presidente de Jornalismo da Record , Antonio Guerreiro, e em seguida teriam concedido férias à ela, três meses após retornar de um descanso de 15 dias.

    Veja Também

      Mostrar mais