Por muitos anos a Rede Globo foi líder absoluta de audiência e conseguia manter uma boa vantagem dos seus concorrentes. Isso foi mudando aos poucos e, atualmente, a emissora carioca precisa lutar para se manter na primeira posição. O período vespertino é o mais crítico e a Record tem se aproveitado disso para se destacar.

Leia também: Homem move ação "vergonhosa" contra a Globo e perde; entenda

Globo arrow-options
Divulgação
Globo tem problemas com a audiência no horário vespertino


Leia também: Tensão na Globo: sindicato e funcionários organizam protesto na emissora

Com baixos índices de audiência, a Globo decidiu acabar com o “Video Show” e no lugar estreou o “ Se Joga ”. O problema é que o programa comandado por Fernanda Gentil, Érico Brás e Fabiana Karla não emplacou e, ao invés de ajudar na audiência, tem piorado ainda mais a situação a emissora.

Se Joga arrow-options
Divulgação/TV Globo/Victor Pollak
"Se Joga" não consegue audiência e abre espaço para a Record

Segundo informações do colunista Ricardo Feltrin, do UOL , das 74 exibições que o “Se Joga” teve ele só venceu o “ Balanço Geral ”, da Record , sete vezes em São Paulo. Considerando a média nacional, a atração vespertina da Globo tem uma média de 9,1 pontos de audiência contra 8,8 pontos da Record. No mesmo período em 2018, o “Vídeo Show” dava uma média de 10,2 pontos.

Leia também: Globo deve cancelar faixa de novela da programação em 2020

Caso a Globo não repense a sua programação para o horário, a Record pode disparar na frente e se tornar a líder de audiência no horário vespertino.

    Veja Também

      Mostrar mais