Tamanho do texto

Em reposta, emissora alegou que empresas grandes passam por "evolução constante"; pessoas contratadas como PJ são as que mais temem o corte

Na última quarta-feira (06) uma demissão em massa na Globo Rio deixou o Projac em estado de choque, mais de 100 funcionários foram cortados, pessoas foram vistas chorando e a emissora alegou que "todas as grandes empresas modernas passam por processos na busca de eficiência e evolução constante".

Leia também: Demissão em massa na Globo gera climão no Projac

Globo arrow-options
Divulgação
Globo

Na noite da última quinta (07), o jornalista Ricardo Feltrin deu mais detalhes sobre a onda de cortes e mostrou que o acontecido no Rio gerou um sentimento de medo na Globo de SP.

Leia também: Tensão na Globo! Demissões teriam gerado choro e caos nos corredores da emissora

Fontes ouvidas pelo jornalista confirmaram que todos esperam um novo corte nesta sexta-feira (08), em São Paulo, ou no mais tardar na próxima semana. As especulações apontam que, dessa vez, o corte deve atingir hierarquias mais elevadas, como gestores e diretores.

Leia também: Globo é detonada por poderosos da Band e da RedeTV; saiba o motivo

A Globo vem fazendo cortes sistemáticos há anos e tudo isso vem causando muito medo no quadro de funcionários. Ao que parece, alguns estão deixando a empresa e outros têm arranjado maneiras para adiar a decisão. Todavia, de acordo com o jornalista, o temor maior é dos funcionários PJ - Pessoa Jurídica - que podem ser demitidos a qualquer momento.