Tamanho do texto

Após fazer um comentário racista sobre Sabrina Paiva, o câmera foi identificado pela e demitido, de acordo com a emissora

Realmente Sabrina Paiva estava certa ao falar que alguém da produção  a chamou de macaca na última terça-feira (05). O caso foi confirmado pela Record TV nesta quarta-feira (06), e medidas acerca deste caso já foram tomadas pela emissora.

Sabrina Paiva durante a prova do fazendeiro%2C após ouvir xingamentos arrow-options
Reprodução/Record TV
Sabrina Paiva durante a prova do fazendeiro, após ouvir xingamentos

Em um comunicado oficial, a Record TV lamentou o ocorrido, declarando que o autor do ataque racista era um câmera, que foi imediatamente identificado e demitido da empresa.

Leia também: “Pra mim não existe racismo”, diz participante de "A Fazenda 11"

Leia o comunicado da emissora na íntegra:

A Record TV informa que ontem, 05/11, durante o reality " A Fazenda ", ao vivo, um operador de câmera, posicionado atrás de um dos espelhos da sala, fez um comentário racista a respeito da participante Sabrina Paiva .

Imediatamente ao fim do programa, a produtora Teleimage (que presta serviços à Record TV e é a contratante do operador de câmera), identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente.

A Record TV repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito. Como se trata de ofensa racial, será informado à participante Sabrina Paiva que a ela será dado o direito de fazer a representação legal ao ofensor, se assim quiser e no momento que desejar.

Leia também: Em A Fazenda, Tati revela receio após sexo intenso com Guilherme

A Record TV e a produtora Teleimage lamentam o fato e não admitem que algo dessa natureza aconteça em suas produções.