Tamanho do texto

“Avenida Brasil” era protagonizada por Débora Falabella e Adriana Esteves – agora, emissora escolhe protagonistas com alta presença online

Na próxima segunda-feira (07) a Globo começa a transmitir no  “Vale a Pena Ver de Novo” o sucesso “Avenida Brasil”. Lançada originalmente em 2012, o folhetim é um dos mais celebrados e amados da última década. A história de vingança, o ótimo texto e as boas tramas paralelas foram alguns dos fatores que contribuíram para o sucesso da novela.

personagem de avenida brasil arrow-options
Divulgação/TV Globo
Débora Falabella em "Avenida Brasil", sua única protagonista no horário nobre

Mas a atuação é um dos pontos mais altos, e os atores ainda são celebrados por seus papeis, com destaque para Adriana Esteves como Carminha. “ Avenida Brasil ” também marcou a estreia de Débora Fallabella como protagonista no horário nobre, posto que ela ainda não ocupou novamente.

Falabella não tem o perfil adotado pela Globo nos últimos anos para liderar novelas, como se vê na atual “ A Dona do Pedaço ”, protagonizada por Juliana Paes. Mesmo apostando em atrizes que já viveram mocinhas no horário nobre, a produção atual claramente beneficia atrizes que tenham boa relação com o público na internet.

Sempre em busca de conquistar os espectadores online, a Globo tem escalado atrizes com uma legião de fãs nas redes sociais. Para comparação, Débora tem pouco mais de 900 mil seguidores no Instagram, enquanto Juliana Paes tem 21 milhões.

Outros destaques femininos no elenco, Paolla Oliveira soma 20 milhões, Ágatha Moreira quatro e Nathalia Dill três. As principais protagonistas escolhidas pela Globo nos últimos anos seguem esse padrão: podem não ser tão elogiadas por seu trabalho, mas apresentam boa aceitação online. Foi assim com Marina Ruy Barbosa em “O Sétimo Guardião”, que dividiu o protagonismo com Bruno Gagliasso. Somados, eles têm 50 milhões de seguidores no Instagram.

A solução, no entanto, não tem dado o resultado esperado. As novelas podem até ser comentadas nas redes sociais, mas sempre que um assunto “bomba”, é de forma espontânea. Vivi Guedes, por exemplo, não faz tanto sucesso quanto o canal gostaria. Ela raramente é mencionada nas redes, e sua história em “A Dona do Pedaço” é minimizada em prol de cenas que destacam seu papel como influenciadora digital.

montagem com instagram de atrizes da globo arrow-options
Reprodução/Instagram
Atrizes no ar têm forte presença on-line, enquanto protagonistas de sucesso são deixadas de lado do horário nobre

Ou seja, ao tentar abocanhar esse grupo digital, a novela deixa a história da personagem de lado, e ainda não tem o resultado esperado. Paolla, que se destacou como Jeiza em “A Força do Querer”, não consegue atingir o mesmo nível de atuação atualmente, assim como Juliana Paes, muito mais à vontade como Bibi do que agora como Maria da Paz.

Outro bom exemplo é Marjorie Estiano. Destaque em “Sob Pressão”, ela acaba de ser  indicada ao Emmy Latino por seu papel como a médica Carolina. Mas ela não faz uma novela das 21h desde Cora em “Império”, papel este que ela  assumiu ao longo da novela após Drica Moraes se afastar para cuidar da saúde. Marjorie, ao contrário das últimas protagonistas do horário nobre, acumula “míseros” 500 mil seguidores, e está longe de ter uma presença intensa nas redes.

Existem muitos fatores que fazem uma novela fracassar ou triunfar, como foi o caso de " Avenida Brasil ": histórias batidas, barrigas, diálogos repetitivos, má direção, etc. Mas os atores mal escalados são a principal constante, principalmente nas novelas que são criticadas, como “A Dona do Pedaço”.