Tamanho do texto

Isabela Scalabrini esteve na região falando com autoridades e moradores locais. Porém, abordagem da jornalista foi considerada “inconveniente”

Na última sexta-feira o Brasil foi pego de surpresa com o rompimento da barragem de Brumadinho (MG). O desastre tomou conta do noticiário e das redes sócias, onde as pessoas compartilhavam informações e prestavam solidariedade as vítimas.

Leia também: CNN Brasil tem safra de ex-jornalistas da Globo à sua disposição

Isabela Scalabrini foi criticada na web por sua cobertura do desastre em Brumadinho
Reprodução
Isabela Scalabrini foi criticada na web por sua cobertura do desastre em Brumadinho

Por conta disso, a programação de sábado (26) na televisão foi repleta de boletins jornalísticos com atualizações sobre a situação local. Pela Globo, a jornalista Isabela Scalabrini estava no local, onde tentava colher informações com autoridades, bem como moradores locais. A cobertura de Scalabrini do desastre de Brumadinho foi muito criticada por espectadores.

Ao longo da tarde a jornalista entrou na programação da rede Globo durante o “Jornal Hoje”, além da GloboNews ao longo do dia. Na internet, ela foi chamada de “insensível”, “inconveniente” e até acusada de atrapalhar os trabalhos locais.

Leia também: Dez jornalistas que deixaram a Globo em 2018

No IML, ela visitou uma sala onde os parentes de pessoas desaparecidas informavam seu sumiço. Lá, ela conversou com esses familiares, e perguntou, por exemplo, se elas estavam emocionadas. Sem conversar previamente com os entrevistados, ela os abordava ao vivo e tentava conseguir alguma informação deles.

Leia também: Deu ruim! Dez vezes que o jornalismo rendeu processos milionários

Depois da repercussão, Isabela Scalabrini deletou suas redes sociais. A jornalista é âncora do jornal local “MG1” e atua na emissora desde 1980. Antes de Brumadinho , ela já havia participado de outras grandes coberturas jornalísticas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.