Na última sexta-feira o Brasil foi pego de surpresa com o rompimento da barragem de Brumadinho (MG). O desastre tomou conta do noticiário e das redes sócias, onde as pessoas compartilhavam informações e prestavam solidariedade as vítimas.

Leia também: CNN Brasil tem safra de ex-jornalistas da Globo à sua disposição

undefined
Reprodução
Isabela Scalabrini foi criticada na web por sua cobertura do desastre em Brumadinho

Por conta disso, a programação de sábado (26) na televisão foi repleta de boletins jornalísticos com atualizações sobre a situação local. Pela Globo, a jornalista Isabela Scalabrini estava no local, onde tentava colher informações com autoridades, bem como moradores locais. A cobertura de Scalabrini do desastre de Brumadinho foi muito criticada por espectadores.

Ao longo da tarde a jornalista entrou na programação da rede Globo durante o “Jornal Hoje”, além da GloboNews ao longo do dia. Na internet, ela foi chamada de “insensível”, “inconveniente” e até acusada de atrapalhar os trabalhos locais.

Leia também: Dez jornalistas que deixaram a Globo em 2018

No IML, ela visitou uma sala onde os parentes de pessoas desaparecidas informavam seu sumiço. Lá, ela conversou com esses familiares, e perguntou, por exemplo, se elas estavam emocionadas. Sem conversar previamente com os entrevistados, ela os abordava ao vivo e tentava conseguir alguma informação deles.

Leia também: Deu ruim! Dez vezes que o jornalismo rendeu processos milionários

Depois da repercussão, Isabela Scalabrini deletou suas redes sociais. A jornalista é âncora do jornal local “MG1” e atua na emissora desde 1980. Antes de Brumadinho , ela já havia participado de outras grandes coberturas jornalísticas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários