Tamanho do texto

Principais emissoras abertas planejam novidades para 2019, incluindo novo programa de Maisa e possível retorno de Evaristo Costa à televisão

A virada do ano é uma boa oportunidade para as emissoras renovarem sua programação. Em 2019, a disputa pela audiência ficará mais acirrada e os principais canais da TV aberta prometem novas estratégias para se manter no jogo.

Maisa, Otaviano Costa e Angélica estão entre os nomes cotados para entrar na programação da TV em 2019
Divulgação
Maisa, Otaviano Costa e Angélica estão entre os nomes cotados para entrar na programação da TV em 2019

Além disso, o ano promete ser cheio de novidades na dramaturgia. Na Record TV, a programação começa com uma série original e um folhetim fora do escopo religioso. A Rede Globo terá a aguardada novela de Manuela Dias, além da programação do Globoplay que chegará à televisão.

Leia também: Anúncio publicitário reacende rivalidade entre SBT e Record pela vice-liderança

Dramaturgia em 2019

Paolla Oliveira e Juliana Paes voltarão a atuar juntas em
Divulgação
Paolla Oliveira e Juliana Paes voltarão a atuar juntas em "Dias Felizes", nova novela de Walcyr Carrasco

Um dos maiores sucessos na televisão nos últimos anos, Manuela Dias foi responsável pela minissérie “Justiça”, de 2016. Em 2019 ela retorna com “Troia”, que terá Adriana Esteves, Taís Araújo e Regina Casé como protagonistas. A trama foi adiada e só irá ao ar no segundo semestre, depois da novela de Walcyr Carrasco, “Dias Felizes”.

O autor teve grande sucesso de audiência em 2018 com “O Outro lado do Paraíso”, que por sua vez foi um fracasso de crítica. Seu novo trabalho, de acordo com a emissora, é uma “história contemporânea”, diferente do folhetim clássico que ele quis emular com a antecessora.

Os trabalhos para a nova produção começam já em janeiro e os nomes cotados incluem Paolla Oliveira como a vilã, além de Juliana Paes e Reynaldo Gianecchini. Bianca Bin, Sérgio Guizé, Nathalia Dill e Mônica Iozzi também devem participar.

A supersérie do ano é uma que ainda sofre com as indecisões internas. O projeto de Euclydes Marinho foi engavetado e, por enquanto, não tem previsão de outra novela para a faixa das 23h. Com o horário disponível, a emissora deve incluir novas produções ou até mesmo produtos desenvolvidos para o Globoplay, como “Assédio”.

Já a Record TV trabalha em duas novas novelas: “Jezabel”, que irá substituir “Jesus” e continuará na temática bíblica. Depois, porém, a emissora aposta em “Topíssima”, trama contemporânea cuja sinopse ainda não foi divulgada.

Mas a emissora começa o ano já com uma nova produção, a série “ Terrores Urbanos ”, que estreou na quarta-feira (02) e tem cinco episódios, cada um detalhando uma lenda urbana, como a “loira do banheiro”.

Audiência acirrada

Fernanda Gentil entra para o time do entretenimento da Globo e pode
Divulgação
Fernanda Gentil entra para o time do entretenimento da Globo e pode "chacoalhar" a programação

Embora a dramaturgia tenha boas promessas no ano, são as outras áreas que vão “esquentar” a TV. Isso porque a audiência foi mais inconstante em 2019 e a Rede Globo – líder absoluta – viu sua programação sofrer quedas bruscas para os concorrentes. Durante a tarde a emissora perde diariamente para a Record e/ou SBT , mas durante todo o dia a situação é crítica. Na Bahia, por exemplo, o “Bem Estar” já não é mais exibido por conta da baixa audiência local e não é mais certeza na emissora em 2019.

Para “chacoalhar” a programação do canal, Fernanda Gentil entra para o time do entretenimento, e pode ocupar parte do espaço que hoje é do programa de saúde. Se Gentil ocupar o final da manhã, Fátima Bernardes pode levar sua força para a parte da tarde, justamente quando a Globo mais patina nos números.

As concorrentes devem manter o esquema já que o “Balanço Geral” da Record , seguido do “Fofocalizando” no SBT são vitoriosos. Isso não significa que o SBT não tenha mudanças programadas para seus horários mais críticos. O canal vai bem pela manhã com o “Primeiro Impacto”, mas o fim da concessão com a Disney tirou do ar o programa seguinte, dedicado ao público infantil. E é essa faixa que Maisa deve ocupar em 2019. Conhecida pela desenvoltura na TV desde pequena, a apresentadora, atriz e sensação do Instagram ganhará seu próprio programa que pode ocupar a faixa da manhã.  

Aos sábados, a Rede Globo também terá novidades. Confirmado está o “Tá brincando”, comandado por Otaviano Costa, com estreia marcada para o próximo sábado (05). Na atração, ele mostrará histórias de superação de pessoas acima dos 60 anos, além de promover uma disputa entre jovens e pessoas mais velhas. Ele terá o apoio de convidados como a ex-jogadora Hortência e Sidney Magal.

Mais adiante no ano, outro nome de peso retorna ao canal. Angélica, que curtiu férias após o fim do “Estrelas” comandará uma nova atração que ainda não teve as informações divulgadas, mas deve estrear ainda no primeiro semestre.

Mas a Record também tem lançamentos planejados no entretenimento. Focando nos reality shows, a emissora aposta na versão brasileira de “The Four”. A competição musical mistura vários outros formatos e terá Xuxa como apresentadora.

Outro nome forte que migra para o canal é Felipe Bronze, chef de cozinha que acumula três programas no canal fechado da Globo GNT. Na Record TV ele irá comandar o “Top Chef” que quer bater de frente com o “Masterchef”, indo ao ar às terças-feiras também. Por fim, outra aposta é o retorno do “Troca de Esposas”, que já existiu na emissora, mas voltará em 2019 reformulado e com apresentação de Ticiane Pinheiro.

Novos rumos no jornalismo

Com mudança no governo, SBT e Record pode ter sair na frente no jornalismo em 2019
Reprodução
Com mudança no governo, SBT e Record pode ter sair na frente no jornalismo em 2019

A Globo tem o prestígio jornalístico bem estabelecido, enquanto as outras emissoras nem sempre conseguem acompanhar e, por vezes, apostam em jornais mais policialescos. Porém, o panorama pode mudar em 2019.

Tanto SBT quanto Record TV são favoráveis ao novo governo e já deram sinais de que terão preferência. O caso envolvendo o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, foi um bom exemplo. Sem falar com nenhum outro jornalista ou comparecer para prestar depoimento, ele foi entrevistado com exclusividade no SBT , em vídeo que foi reproduzido pela Rede Globo.

A aproximação com o novo governo pode ajudar as duas emissoras a impulsionarem seu jornalismo. O SBT , inclusive, planeja uma “repaginada” em seus jornalísticos, que devem permanecer com o mesmo formato, mas ganharão novos cenários.

Futuro incerto na programação da TV

Reprodução
"Vídeo Show" segue em baixa na audiência e pode se tornar dúvida na programação da Globo em 2019

Entre tantas novidades, o ano de 2019 traz algumas incertezas na televisão. A principal delas é Sabrina Sato. De licença-maternidade, ela não deve voltar ao “Programa da Sabrina”, que segue muito mal na audiência. Embora a emissora não confirme, o programa deve sair da grade, e a apresentadora terá nova atração no canal.

O “Vídeo Show” também tem o futuro incerto. Depois de muitas mudanças ao longo do ano, o programa acabou como começou: com Sophia Abrahão e Joaquim Lopes. Ao longo do ano a atração ganhou versão na internet durante a Copa, além de contar com as ex-BBBs Ana Clara, Fernanda Keulla e Vivian Amorim na bancada. Elas, porém, saíram para se dedicar a próxima edição do reality que estreia em janeiro.

Com isso, a revista eletrônica que mostra os bastidores dos programas da casa não consegue se manter, mesmo com participação das estrelas da emissora. Depois de tantas estratégias que deram errado, o “Vídeo Show” teria que se reinventar completamente para se recuperar.

Leia também: Pode Arnaldo? SBT já foi destaque na Rede Globo mais vezes do que muitos pensam

Já no SBT , a possível novidade seria o retorno de Evaristo Costa. O jornalista é sondado pela emissora de Silvio Santos desde que deixou a Globo no final de 2017, mas ainda não acertou nada. Em período sabático, ele pode voltar em nova emissora com um programa voltado ao entretenimento.

A tendência, para os próximos anos, é que a televisão dispute cada vez mais com os conteúdos on-line. Por isso, quem souber se reinventar na programação sairá na frente em 2019.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas