Tamanho do texto

Kéfera rebateu ao vivo comentário de jovem sobre feminismo e igualdade entre mulheres e homens no “Encontro com Fátima Bernardes”. Confira mais

No “Encontro com Fátima Bernardes” desta quinta-feira (13), a atriz Kéfera discutiu com um integrante da plateia sobre o feminismo e a luta pela igualdade de direitos entre mulheres e homens.

Leia também: Dez polêmicas que marcaram o "Encontro com Fátima Bernardes" 

Kéfera rebateu declaração de um jovem sobre feminismo durante o
Reprodução/TV Globo
Kéfera rebateu declaração de um jovem sobre feminismo durante o "Encontro com Fátima Bernardes", da TV Globo

Durante a conversa com Kéfera e Fátima Bernardes, um jovem chamado Wallace afirmou que concordava que as mulheres deveriam exigir ganhar o mesmo que os homens . "Na teoria elas falam 'temos que respeitar', mas na prática começam as agressões. Numa rede social, um homem escreveu: 'sou trabalhador, carrego um monte de cimento, sou muito mais forte que as mulheres', opinião dele, e parece que ele mexeu uma colméia, veio um bando de mulheres para falar: 'Você mexeu com uma, mexeu com todas, quero ver se você é macho o suficiente'. Ele automaticamente, excluiu a rede social. Os direitos não são iguais, quando elas falam em assédio, reivindicando os direitos, tudo bem", disse ele.

Leia também: Fórmula exaurida e temas repetidos esgotam "Encontro com Fátima Bernardes"

 Nesse momento, a artista rebate o jovem ao vivo. “O que você está fazendo é mansplaining, o homem explicar o feminismo para a mulher, não é necessário, a gente sabe muito bem o que é feminismo e a gente entende o seu ponto de vista, só que é desnecessário", disse a youtuber. Em meio aos aplausos da plateia, a atriz continuou falando que não é necessário o jovem se pronunciar. "Não é o seu lugar de fala, você pode ouvir e complementar e nos respeitar, você não tem que ensinar pra gente". 

Leia também: Monica Iozzi, Kéfera e famosos que tentam, mas não vingam uma segunda carreira

 Logo depois, Fátima tentou amenizar o clima no auditório entre Kéfera e Wallace. “Só acho que é importante ele falar porque muitas pessoas pensam assim. Quando a gente fala em feminismo e igualdade de direitos, é em vários aspectos, nas oportunidades, na questão do salário, na questão do respeito às nossas posições", disse a apresentadora.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.