Tamanho do texto

A ex-apresentadora também comentou sobre como sua demissão foi conduzida na Globo e criticou postura da emissora

Nesta quinta-feira (19), a jornalista e apresentadora Alinne Prado - que já passou pela bancada do programa “Vídeo Show” abriu o seu coração a respeito de sua saída do programa e o novo rumo que ele está tomando, relacionando a situação com preconceito racial.

Leia também: Novo "Vídeo Show" recorre a Ana Clara e ex-"BBBs" para alavancar audiência na TV

Alinne Prado, ex-apresentadora do
Divulgação/Globo
Alinne Prado, ex-apresentadora do "Vídeo Show", abriu o coração e desabafou a respeito do novo formato do programa

O programa “ Vídeo Show ” sofreu recentemente algumas mudanças em seu formato. Isso inclui a bancada de apresentadores. Outrora comandado por Otaviano Costa e Sophia Abrahão , a atração global conta com novas apresentadoras, como as ex-integrantes do "Big Brother Brasil"  Fernanda Keulla e Vivian Amorim .

Diante desta mudança, Alinne utilizou de seu perfil do Instagram para desabafar: “Não é nada contra as meninas do 'Vídeo Show'. Inclusive as sigo e sou fã delas”, introduziu o seu discurso. “É contra a colonização do nosso imaginário. Só podemos aparecer na tv se for em situação de subserviência e sofrimento. E sempre como cota”, a jornalista continuou. “É contra acharmos que não existe racismo. Que tudo isso é mimimi.”

Leia também: Tentando conquistar a internet, “Vídeo Show” fica confuso e bobo

Alinne Prado fala sobre sua saída do "Vídeo Show"

Fernanda Keulla e Vivian Amorim são as novas apresentadoras do programa
Reprodução/Instagram
Fernanda Keulla e Vivian Amorim são as novas apresentadoras do programa "Vídeo Show"

Em sua conta do Instagram, Alinne Prado dissertou sobre a saída do programa, e o modo como foi demitida: “Apesar de ser a primeira negra a sentar na bancada do programa, fui demitida sob a justificativa de que precisavam de alguém mais neutro”, escreveu. “Como estavam passando por uma crise, precisavam enxugar o quadro de repórteres, que depois da minha saída aumentou”, completou ela.

Alinne também desabafa em relação à resistência das pessoas negras diante do preconceito racial que existe também no meio midiático: "Enquanto os não negros cruzarem os braços e fecharem seus olhos para isso, continuaremos a ser amordaçados, chicoteados, invizibilizados e mortos", dissertou.

Leia também: "Vídeo Show" ainda não sabe como superar sua "crise dos 30"

A ex-apresentadora do " Vídeo Show " também aproveitou para incentivas as outras pessoas a aderirem à causa:  "Precisamos de aliados nessa luta. Precisamos de você". 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.