Tamanho do texto

"Ritmo Brasil" completa mais de uma década de exibição trazendo à tona expoentes da música brasileira dos mais variados estilos e gêneros

Os acordes de uma guitarra, as batidas dos tambores, o dedilhar do cavaquinho e até mesmo a suavidade de um violão criam e recriam as sonoridades do Brasil, que envolvem o País de norte a sul. Com essa efervescência cultural, a música brasileira se projeta pelo país e pelo mundo com os mais variados ritmos revelando o talento de diversos expoentes. E é nesses talentos que Faa Morena foca seu trabalho como apresentadora do programa “ Ritmo Brasil ”, da RedeTV!, que completa onze anos de exibição em 2017, trazendo à tona toda essa diversidade musical verde e amarelo.

Faa Morena comanda um dos últimos bastiões da cultura na TV brasileira
Divulgação/Rede TV!
Faa Morena comanda um dos últimos bastiões da cultura na TV brasileira


Leia também: Com sertanejo como arma, Deezer aposta no Brasil e na massificação do streaming

“Eu acho que o ‘Ritmo Brasil’ está há tanto tempo na televisão porque é o único programa de TV aberta de música brasileira ”, comenta Faa Morena. “E é um programa de qualidade. Eu levo tudo quanto é artista da música com diversão e trazendo curiosidades sobre eles”, completa a apresentadora. Apesar de hoje ter se consolidado na televisão aberta, o programa passou por uma longa trajetória para chegar ao formato atual. No começo, as entrevistas aconteciam com um almoço com os artistas, mas como relembra a apresentadora, alguns desses artistas sugeriram que o programa acontecesse em palco. A ideia deu certo e por uma enquete pública, o nome de “Ritmo Brasil” finalmente nasceu, que agora ganhou o seu próprio estúdio.

Leia também: Parceria sem fronteiras: a união musical dos brasileiros com os latinos

Trazer à tona a pluralidade dos artistas brasileiros, como Jair Rodrigues, Falamansa, Pitty, Olodum, Mc Rodolfinho, NXZero ou mesmo Luan Santana, para a apresentadora é uma forma de tornar acessível toda a riqueza cultural brasileira, ainda mais no contexto de um canal de televisão aberto. “Eu acho que é uma tentativa que já deu certo e eu tenho ouvido muita gente dar um retorno muito positivo do que está sendo programa”, comenta. “Essa diversidade é muito gostosa”, completa Faa Morena.

Leia também: Antes de J.Lo, Roberto Carlos brilhou em duetos internacionais; relembre

Rompendo barreiras

Apesar da riqueza cultural brasileira, muitos estilos musicais ainda contêm estigmas dentro da sociedade, como é o caso do funk. Para a apresentadora, trazer os mais diversos artistas para o programa é uma forma de quebrar com esses estereótipos. “Nós somos tudo isso, nós somos funk, reggae, sertanejo”, defende Faa Morena.

Faa Morena nos bastidores do
Divulgação/Rede TV!
Faa Morena nos bastidores do "Ritmo Brasil"

Para ela, os momentos mais marcantes do seu trabalho estão contemplados no quadro “Café com a Faa”, em que a apresentadora divide uma xícara da semente tão brasileira com os artistas enquanto traçam uma conversa íntima sobre diversos assuntos. “Tem me trazido muitas histórias e mostrado muito o humano do artista. É muito fácil fazer julgamentos sem conhecer e aí quando você conhece você fica ‘nossa que legal eu não sabia que esse artista era assim’”, comenta a apresentadora, relembrando da entrevista que fez com o funkeiro Mc Sapão. “Eu digo para ele que ele faz pose de mau, mas aqueles olhos não enganam ninguém porque são olhos bons”, comenta.

Entretanto não é só pela música que o “Ritmo Brasil” busca expandir os horizontes. A literatura também é uma das artes celebradas no programa. “Música se puder ser poesia é muito rica”, opina Faa Morena. “Música e literatura se alimentam, não tem jeito. Quantas músicas são tiradas de trechos de livros... E quantos livros são escritos através de músicas!”, completa.

Futuro do programa

Descontraída e risonha, Faa Morena não hesita em dizer o que gostaria de trazer para o futuro do programa: “o que eu queria era mais 20 minutos para ter mais coisas”, afirma aos risos. “Tem muita coisa para mostrar para esse Brasilzão, mas enquanto não tenho esse tempo a mais, eu sinto muito esse estúdio como minha própria casa”, completa a apresentadora.

Rita Cadillac é a convidada do programa desta sábado (10) de Faa Morena. Além da ex-cachacrete, uma entrevista com Sandy também é destaque no programa
Divulgação/Rede TV!
Rita Cadillac é a convidada do programa desta sábado (10) de Faa Morena. Além da ex-cachacrete, uma entrevista com Sandy também é destaque no programa

O programa de música brasileira vai ao ar todos os sábados a partir das 18h30 na RedeTV!