Tamanho do texto

Vera Holtz está no ar como a vilã Magnólia em “A Lei do Amor”, mas sua carreira é repleta de personagens inesquecíveis. Confira os 10 maiores:

A atriz Vera Holtz tem uma vasta carreira nas telas e nos palcos. No ar como a vilã Magnólia em “A Lei do Amor” , a atriz já mostrou sua versatilidade ao interpretar personagens amadas e odiadas.

Leia também: Fuga e maldades de Magnólia agitam últimos capítulos de "A Lei do Amor"

Sua carreira na Rede Globo começou em 1988 em “Bebê a Bordo”, mas ela coleciona muitas personagens marcantes, desde “A Muralha”, passando por “Fera Ferida” até o sucesso “Avenida Brasil”. Não foi fácil, mas separamos as melhores performances da carreira de Vera Holtz que você confere a seguir:

10 – “Paraíso Tropical” – Marion Novaes

Vera Holtz como Marion contracena com Wagner Moura
Divulgação/TV Globo
Vera Holtz como Marion contracena com Wagner Moura

Interpretando mulher com boa vida, a atriz da a vida, em “Paraíso Tropical” (2007), a Marion, uma pessoa gananciosa, esnobe e ambiciosa que faz de tudo para não perder a vida fútil que tem. Mãe do vilão Olavo ( Wagner Moura ) e de Ivan (Bruno Gagliasso), ela promove eventos nos melhores hotéis da cidade e se relaciona apenas com pessoas que possam gerar algum interesse financeiro ou de status. Marion faz o que for possível para se manter na “hight society” e não se importa com ninguém.

9 – “Vamp” – Alice Penn Taylor Smith

Vera como uma caçadora de vampiros em
Reproduçao TV Globo
Vera como uma caçadora de vampiros em "Vamp"

“Vamp” (1991) tinha uma trama inusitada, com a presença de vampiros liderados pelo Conde Vladymir Polanski (Ney Latorraca). Vera Holtz interpretava a atrapalhada Alice Penn Taylor Smith, uma caçadora de vampiros que viaja o mundo com sua estaca de madeira e dentes de alho atrás desses seres. Além de ser uma personagem incomum para Holtz, ela ainda tinha que adaptar um sotaque, já que Alice Penn era inglesa.

8 – “Saramandaia” – Dona Redonda

No remake de
Divulgação/TV Globo
No remake de "Saramandaia" como Dona Redonda

Em 2014 a Rede Globo decidiu colocar no ar uma nova versão de “Saramandaia” , sucesso exibido pela emissora em 1976. Um dos personagens mais icônicos, a Dona Redonda, ficou a cargo de ninguém menos que Vera nessa versão.

A atriz interpretou a personagem rechonchuda que, entre um prato e outro, adorava criticar a vida alheia na cidade de Bole-Bole. Seu fim, explodindo no meio da praça, é um dos mais conhecidos e lembrados da TV.

7 – “Três Irmãs” – Violeta Áquila

A vilã Violeta com os cabelos platinados em
Divulgação/TV Globo
A vilã Violeta com os cabelos platinados em "Três Irmãs"

No folhetim das 19h de 2008, Vera Holtz mostrou seu lado vilã e ainda estreou uma característica que a acompanharia cada vez mais nos próximos papéis: os cabelos platinados. Antes de ficarem totalmente acinzentados, porém, eles ainda suportavam um  loiro quase branco que, combinado com seu penteado, dava um ar de soberania a vilã .

Na trama, ela atrapalhava como podia a vida da mocinha Dora (Cláudia Abreu), a quem culpava pela morte precoce do filho Artur Áquila (Alexandre Borges). Além disso, Violeta queria expulsar os moradores da fictícia Praia Azul, para que pudesse construir um resort no local.

Leia também: Vera Holtz coloca melancia na cabeça: "Decifra-me ou te devoro"

6 – “Belíssima” - Ornela Sabatini

Em
Divulgação/TV Globo
Em "Belíssima" Vera Holtz causa polêmica ao se apaixonar por um garoto de programa

A personagem Ornela Sabatini foi muito comentada durante a exibição de “Belíssima”, em 2005. Isso porquê ela se envolve com um rapaz bem mais novo, Mateus, garoto de programa interpretado por Cauã Reymond .

Ornela é uma personagem alegre e despreocupada que não quer se prender em um relacionamento, motivo pelo qual prefere se envolver com rapazes mais novos. Porém, ela se apaixona por Mateus que, mais interessado em se dar bem do que nela, acaba a trama fugindo com Bia Falcão (Fernanda Montenegro).

5- “Passione” – Candê

Candê é gentil e trabalhadora em
Divulgação/TV Globo
Candê é gentil e trabalhadora em "Passione"

Candê, de "Passione" , também foi uma personagem muito marcante na carreira de Vera Holtz. Com seu jeito descontraído e sua personalidade lutadora, Candê representava as mulheres fortes que trabalham muito para sustentar sua família.

Ela era uma viúva que trabalhava vendendo verduras e legumes na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). Sua atuação exigia muita interação com o público. A atriz, muitas vezes, gravava no local, sendo até confundida com os vendedores de lá.

4- “A Próxima Vítima” – Quitéria “Quarta-feira”

Em
Divulgação/TV Globo
Em "A Próxima Vítima" Vera interpretava uma prostituta

Quitéria “Quarta-Feira” era uma personagem muito importante, pois era uma prostituta por opção que ainda exerce a profissão e levava isso numa boa. Com alegria de viver, ela acreditava que realmente tinha vocação para a profissão e trabalhava numa boate, apesar de dizer aos outros que era professora.

Na trama ela também é melhor amiga de Ana, ( Susana Vieira ) que não a discrimina por sua decisão. Na novela ela também forma um divertido triângulo amoroso com Vitinho (Flávio Migliaccio) e Ulisses (Otávio Augusto).

3- “A Lei do Amor” – Magnólia Costa Leitão

Vera Holtz se supera como a vilã Magnólia
Reprodução/Globo
Vera Holtz se supera como a vilã Magnólia

Uma das personagens mais vilanescas de Vera Holtz foi criada por Maria Adelaide Amaral. Sem escrúpulos, Mág arma para o enteado Pedro (Reynaldo Gianecchini) se separar de Helô (Cláudia Abreu). Ela também é responsável pelo acidente que mata Suzana (Regina Duarte) e deixa seu ex-marido Fausto (Tarcísio Meira) em grave estado de saúde.

Ela também é culpada de assassinato de Elio (João Campos) que, além de namorado da sua neta, descobre todas as suas maldades e está prestes a divulga-las. Haja maldade!

2- “Mulheres Apaixonadas” – Santana Gurgel

Em
Divulgação/TV Globo
Em "Mulheres Apaixonadas" sua personagem alertava para os perigos do alcoolismo

Santana, com certeza, figura entre um dos papeis mais expressivos de Vera. Em uma de suas melhores interpretações, ela faz a personagem de “Mulheres Apaixonadas” (2003) que tinha grande importância social, já que era alcoólatra. Santana, que era professora de geografia e religião, chegou a ser afastada do trabalho por conta do vício.

Em uma cena muito lembrada a personagem, no ápice da abstinência, bebe perfume. O momento a faz perceber que ela precisava de tratamento, terminando o folhetim como uma alcoólatra em recuperação.

1- “Avenida Brasil” – Mãe Lucinda

Mãe Lucinda, que viva no lixão, é a personagem mais marcante de Vera Holtz
Divulgação/TV Globo
Mãe Lucinda, que viva no lixão, é a personagem mais marcante de Vera Holtz

Santana pode ter sido uma personagem importante, mas não há como negar que “Avenida Brasil” foi um dos maiores sucessos da TV brasileira. Sendo assim, seus personagens principais e suas reviravoltas acabam ficando marcados. É o caso de Mãe Lucinda , uma senhora que vive no lixão e, no começo da novela, cuida das crianças que ali vivam, incluindo Rita (Débora Falabella) e Batata (Cauã Reymond).

E é por meio dela e do lixão que parte da trama acontece, pois ela é uma das poucas pessoas que sabe da identidade real de Nina, e guarda seu segredo. Ela também tem muito a esconder, já que é a verdadeira mãe de Max (Marcelo Novaes). Vera Holtz é, sem dúvida, uma das melhores atrizes em novelas hoje e, como seus últimos papeis mostram, ela só melhora com o tempo.  

Leia também: 10 provas de que Vera Holtz é a rainha das redes sociais