Tamanho do texto

Produtora e presidente do People's Choice Awards, que acontece na madrugada de quarta (18) para quinta-feira (19) com transmissão da Warner Channel no Brasil, falaram sobre a crescente força latina na premiação

Com a escolha popular no poder, a premiação do People’s Choice Awards acontece desde 1975 – e há quase dez anos Jane Mun, produtora responsável pelo evento, é a responsável por dar vida à cerimônia ao lado de Fred Nelson, que além de produtor, também é presidente do “People’s Choice”. A dupla conversou com alguns jornalistas da América Latina, e o iG é o único veículo de imprensa do Brasil com acesso ao material, e contaram mais sobre os bastidores da premiação que, somente esse ano, teve mais de 260 milhões de votos em 36 categorias diferentes. 

Leia mais:  Veja dez famosos que prometem estar entre os destaques da TV em 2017

People's Choice Awards: participação dos fãs é o grande diferencial da evento que rola nessa quinta-feira (18)
Divulgação/Warner Channel
People's Choice Awards: participação dos fãs é o grande diferencial da evento que rola nessa quinta-feira (18)


Participação latina

Fred Nelson , presidente do People’s Choice Awards , comentou que esse ano o número de votos no site do evento teve um aumento de cerca de 60% perante o ano anterior – e que grande parte deles vieram de fora dos Estados Unidos, sobretudo do Brasil, México e Argentina. Além disso, ele ressaltou que com o passar dos anos o evento começou a contemplar mais diversidade entre os indicados e isso é, também, fruto do aumento do alcance do programa – que é exibido em diversos países. Como reflexo desse alcance cada vez maior, ele acredita que o “People’s Choice” seja um espaço para celebrar personalidades globais e a diversidade.

Fred ainda afirmou que, ao longo dos anos, o evento foi se atualizando para se ajustar a mentalidade dos fãs, principalmente os mais jovens. O People’s Choice Awards não só abraça artistas que representem a diversidade cultural, mas também contempla as mudanças que aconteceram com a ascensão da tecnologia. Um ponto claro que mostra isso são as categorias voltadas para o universo digital – como Estrela Favorita do YouTube e Estrela Favoritas Nas Redes Socais, na qual Jennifer Lopez está indicada. Contudo, Jane Mun reforça que, apesar dessas mudanças, “uma coisa que nunca muda é a vontade do público de saber quem são os ganhadores”.

Destaque para comédias

Ellen DeGeneres pode ser a artista mais premiada da história do evento
Divulgação/Warner Channel
Ellen DeGeneres pode ser a artista mais premiada da história do evento

São várias as categorias dedicadas a comediantes e produções voltadas para o humor. Esse ano, mais uma vez, a série “The Big Bang Theory” é uma das favoritas para dominar esse segmento – que está concorrendo em sete categorias. Coincidentemente, o ator com o maior número de indicações é o comediante Kevin Hart – que, como Jane Mun adiantou, estará presente no evento que acontece na próxima quinta-feira (18).   Ellen DeGeneres , apresentadora conhecida pelo seu bom humor, também poderá fazer história. Com três indicações e 17 prêmios já conquistados, ela pode se tornar a pessoa que mais estatuetas do People’s Choice Awards, como lembrou Fred Nelson.

Leia mais: Camila Silva fala sobre cenas de sexo com Cauã Reymond: "Me senti bem à vontade"

Fred Nelson e Jane Mun também revelaram o porquê da preferencia pela escolha de comediantes para apresentar a cerimônia. Esse ano, quem comanda a premiação é Joe McHale. Para Mun ,“ao vivo tudo pode acontecer, somente um comediante sabe lidar com isso”. Para eles, portanto, o principal motivo para convidar humoristas é a capacidade que eles tem para lidar com o improviso e imprevistos.

Trabalho duro e reconhecimento

Durante a conversa, Jane Mun contou que o processo todo de produção leva cerca de um ano – mas que os três meses que antecedem o evento são cruciais. “Nas últimas semanas ninguém dorme, ninguém come, apenas trabalhamos”, brincou a produtora. Há nove anos ela é uma das responsáveis pelo People’s Choice Awards e relembrou que, no início, era difícil conseguir artistas para participarem da premiação, mas que conforme a proporção das coisas aumentou, esse trabalho foi se tornando mais fácil. Hoje, os assentos do auditório geram concorrência entre as celebridades.

Fred Nelson ressaltou que o People’s Choice Awards é uma ferramenta que os fãs têm para prestigiar seus artistas preferidos e que, portanto, é um importante reflexo da vontade do público nos mais diferentes segmentos. Contudo, os dois ressaltaram que, diferentemente dos outros prêmios da temporada como o Oscar ou o Globo de Ouro, que são ditados pela indústria, o People’s Choice é completamente comandado pelos fãs, como eles mesmos disseram.

Isso é, como apontou o próprio presidente do evento, um atrativo que faz a premiação se destacar. Os indicados e os vencedores são totalmente escolhidos pelo público – e isso, em geral, acaba sendo muito valorizado pelos artistas. A produtora do People’s Choice Awards disse que uma das partes mais legais do evento são as campanhas dos artistas para conquistar o lugar de favorito dos fãs – e, como ela mesma disse, os resultados do evento se refletem positivamente na carreira dos artistas.

Leia mais:  Oscar 2017: Dez tendências para a maior festa do cinema

Esse ano irão participar da cerimônia Jennifer Lopez, Sofia Vergara – representando as mulheres latinas – Justin Timberlake, Ellen DeGeneres, Tyler Perry, Dwayne Johnson, Robert Downey Jr., entre outros que ainda não foram revelados. O People’s Choice Awards acontece às 00h dessa quinta-feira (19) e será transmitido pelo Warner Channel ao vivo de Los Angeles.