Recentemente o canal Sexy Hot , considerado um dos maiores produtores de conteúdo pornô do Brasil, disponibilizou para os usuários 10 filmes para ajudar a quarentena, que tem como intenção conter a propagação do novo coronavírus. As informações são de Ricardo Feltrin.

Leia também: Ex-apresentadora do Sexy Hot se lança na carreira musical com faixas autorais

Canal Sexy Hot arrow-options
Divulgação
Canal Sexy Hot

Leia também: Maior consumidor de pornô no Brasil é jovem, da classe B e mora no Sudeste

Os filmes eróticos ficarão disponíveis por tempo indeterminidade. Além das 10 produções, o Sexy Hot também liberou nove longas e curtas no serviço on-demand de todas as operadores de TV por assinatura.

Leia também: Prêmio Sexy Hot traz a leveza necessária para o momento polarizado do Brasil

Segundo a diretora-geral do grupo, Cinthia Fajardo, a iniciativa é uma forma de "colaborar com a permanência das pessoas em casa, oferecendo mais opções de entretenimento e conteúdo de qualidade".

    Veja Também

      Mostrar mais