Tamanho do texto

Pesquisa também revelou a frequência com que as pessoas assistem pornô, faixa etária, classe social, grau de escolaridade e como as pessoas assistem

Uma pesquisa idealizada pelo Sexy Hot revelou os principais interesses dos assinantes do canal. Executada com 500 pessoas, entre homens e mulheres, nas cinco regiões do País, os dados apontam que 55% dos consumidores de pornô têm, em sua maioria, entre 25 e 39 anos, pertencem majoritariamente à classe B (34%) e têm alto grau de escolaridade (mais de 40% com Ensino Superior completo ou Pós-graduação).

Leia também: Em sua 5ª edição, Prêmio Sexy Hot promete irreverência e representatividade

Atrizes eróticas da Sex Hot Produções, canal de conteúdo adulto,  posam para foto sensual
Divulgação
Atrizes eróticas da Sex Hot Produções, canal de conteúdo adulto, posam para foto sensual

O estudo do Sexy Hot também mostra que, apesar de 54% do público se declarar casado ou morando junto, 66% das pessoas preferem assistir aos filmes pornôs sozinhas.

Leia também: Ex-apresentadora do Sexy Hot se lança na carreira musical com faixas autorais

Entre os destaques colhidos pela apuração, a frequência em assistir pornô também chama atenção: 38% responderam que consomem filmes pornôs de 1 a 3 dias por semana. E a região Sudeste sagrou-se a maior concentração de pessoas que fazem buscas sobre o assunto: 57%. O Nordeste vem logo atrás, com 23%, e o Sul ocupa a terceira colocação, com 11%.

O Público do canal Sexy Hot

Sex Hot Produções encomenda pesquisa para entender os interesses de seu público
Divulgação
Sex Hot Produções encomenda pesquisa para entender os interesses de seu público

A pesquisa também constatou algumas posições sobre o canal de produções adultas. Entre os entrevistados, 96% se disseram satisfeitos, ou mais, com o conteúdo exibido.

Em comparação aos demais pornôs internacionais da programação, a maioria dos assinantes identificou que a marca SHP conta com cenas e atores mais realistas, o que deixa as produções mais naturais e os enredos mais próximo do dia a dia.

O levantamento também exigiu uma avaliação dos assinantes sobre o novo site do canal, lançado em agosto de 2018. Segundo os dados, 76% afirmaram que conhecem a plataforma, 59% dizem ter acessado nos últimos 30 dias e 99% estão satisfeitos. Além disso, 94% estão satisfeitos, ou mais, com o acervo de filmes disponíveis

Leia também: Sexy Hot cresce em 2017 e comemora relação do brasileiro com a pornografia

Ainda, de acordo com o relatório, o celular (81%), a televisão (80%) e o computador (68%) são os principais aparelhos onde os consumidores acessam as plataformas do Sexy Hot .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas