Gusttavo pode ter filha de 16 anos
Reprodução/Instagram
Gusttavo pode ter filha de 16 anos

Gusttavo Lima pode não ter só dois filhos, mas três. A farmacêutica Eloá Soares, de 36 anos, de Franca, SP, entrou na Justiça para provar que o cantor é pai da sua filha de 16 anos. Ela afirma ter tido um encontro com o artista em setembro de 2004, quando ele tinha 15 anos, e que ficou grávida nesse dia.

Eloá contou ao site "CCN.net.br" que conheceu Gusttavo Lima quando ele teria ido participar de uma apresentação na mesma escola de música que ela em Franca.

"Um tempo depois, ele me ligou e a gente se encontrou. Na época, ele dirigia e disse que tinha um ano a mais que eu, mais depois descobri que era mais novo. Foi quando eu fiquei grávida", disse ela ao portal. A farmacêutica relata que encontrou com Gusttavo Lima, também na cidade de Franca, quando a filha Emanoela já havia nascido.

"Antes de se casar, ele veio até minha pessoa e questionou sobre quando eu iria perceber que minha filha também era filha dele e quando eu iria passar a fase de negação", disse ela, afirmando que os dois se desentenderam e que perdeu contato com o cantor após ele trocar de telefone.

Leia Também

O processo foi protocolado no Fórum de Santos, cidade Eloá mora com a filha atualmente, e corre sob segredo de Justiça. Ela afirma que vem notando semelhança da filha com Gusttavo Lima.

Procurada pelo EXTRA, Eloá preferiu não falar mais do assunto no momento. "Essa entrevista já teve um impacto na vida da minha filha, por isso, prefiro me resguardar pela segurança dela", justificou.

Em nota, a assessoria de Gustavo Lima nega a suposta paternidade. "No ano de 2004 (data em que é citado o primeiro encontro) o cantor Gusttavo Lima contava com 15 anos de idade e vivia com seus pais e irmão numa pequena comunidade rural no interior de Minas Gerais. Na época, até mesmo por falta de recursos financeiros, o artista sequer conhecia alguma cidade do interior paulista. Portanto, a história levantada não procede”, diz a nota.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários