Rose Miriam di Matteo vai pedir auditoria do inventário de Gugu Liberato, que morreu em novembro de 2019, para analisar com detalhes todos os gastos que estão sendo feitos com a herança deixada pelo apresentador da Record . As informações, que foram divulgadas nesta sexta-feira (13), são do Na Telinha .

Leia também: Gugu teria feito cruzeiro com a família depois de doença de Rose Miriam

Rose Miriam Di Matteo e Gugu arrow-options
Arquivo pessoal
Rose Miriam Di Matteo e Gugu

Ao site, o advogado de Rose Miriam , Nelson Wilians, disse que fará a solicitação na Justiça assim que tiver o reconhecimento de união estável com Gugu . "É para saber que destino foi que dado [ao dinheiro] do patrimônio. Nós vamos auditar tudo. Vou pedir satisfação de cada centavo do espólio".

Leia também: Maquiador de Gugu Liberato comenta notícias sobre o apresentador: "Ninguém sabe"

Atualmente a responsável por administrar a fortuna - avaliada entre R$ 800 milhões e R$ 1 bilhão - é Aparecida Liberato, irmã do apresentador da Record . Sobre isso, Nelson critica. "Dona Aparecida administra R$ 1 bilhão. E ela não tem nem 1% disso. Não tem porquê, não foi deixado nada para ela. Imagine: você não está no testamento e tem uma caneta de R$ 1 bilhão. É um absurdo de poder. Ela dá o destino que quiser para o dinheiro".

O defensor de Rose ainda declara que o único desejo por trás deste pedido é saber como a herança foi administrada desde a morte do comunicador. Todavia, se encontrar irregularidades, ele alerta."Vou para a polícia e vou atrás".

Leia também: Filhos de Gugu Liberato passeiam com amigo do apresentador

Para finalizar, Willians ainda ressalta que Rose não quer administrar a fortuna e que também estará sujeita a revisões caso entre como beneficiária. Em seu testamento feito em 2011, Gugu deixou 75% de seus bens para os filhos João Augusto, Marina e Sofia, e 25% para sobrinhos, desde então a médica tenta reaver uma fatia da herança a Justiça.

    Veja Também

      Mostrar mais