Tamanho do texto

Graham Chase Robinson fez acusações contra o ator, que lhe processou por ter assistido série durante o expediente e por gastos excessivos em cartão

Robert De Niro tem mais uma polêmica para chamar de sua! O ator está sendo processado por sua ex-funcionária, Graham Chase Robinson, que diz que foi contratada como sua assistente executiva em 2008. Ela já havia sido processada por ele após ter assistido seriado durante o horário de trabalho e por gastos excessivos em cartão corporativo.

Leia também: Novo trailer de "O Irlandês" mostra Robert De Niro em uma longa vida de crime

Robert De Niro em arrow-options
Reprodução/Youtube
Robert De Niro em "O Irlandês"


De acordo com documentos obtidos pelo TMZ , ela afirma que Robert De Niro a tratava de forma "hostil, abusiva e intimidadora" e que o ator vencedor do Oscar havia lhe chamado de "uma cadela" e "uma pirralha".

Leia também: Robert De Niro processa ex-funcionária por assistir "Friends" no trabalho

Além disso, a jovem de 25 anos também acusou o ex-chefe de fazer comentários sexuais, de ter sido abusivo verbalmente e de ter atribuído a ela "tarefas estereotipadas para mulheres". Graham Chase Robinson contou que o astro do cinema estava frequentemente embriagado e que a atacava.

Leia também: Filme sobre máfia da Netflix abrirá New York Film Festival

E as acusações não param por aí. A ex-funcionária disse que Robert De Niro também fazia piadas com ela sobre sua prescrição de Viagra e pedia que ela "imaginasse ele no banheiro", sugerindo ainda que ela poderia engravidar usando esperma de um companheiro de trabalho.