A gente sabe que pensar na morte é uma coisa um pouco mórbida e que o assunto assusta várias pessoas. No entanto, a cantora Cher não pensa assim. Tanto que a estrela, de 72 anos, já fez suas escolhas para quando morrer.

Leia também: Prestes a retornar com "Mama Mia", Cher tem elogiada carreira no cinema

Cher de cabelos loiros, segura uma taça de vinho na mão
Divulgação
Relembre os momentos de Ouro de Cher no Cinema


De acordo com o Radar Online , uma fonte próxima à Cher afirma que “recentemente ela se tornou obcecada com crioginia”, que é o processo de preservação do ser humano e animais em baixas temperaturas, com a ideia de que a cura ou mesmo reanimação depois da morte sejam possíveis no futuro.

Leia também: Após resultado, famosos internacionais se manifestaram sobre eleições no Brasil

“Ela acha que trabalhou tanto com os médicos e adotou um estilo de vida saudável para parecer décadas mais jovem, por que não continuar com isso quando ela se for?”, comentou o contato.

Leia também: Álbum "Dancing Queen", de Cher, é lançado

Depois de uma forte gripe, em 2017, Cher chegou a cancelar alguns shows no mesmo ano, reduzindo sua agenda de compromissos. “Todo mundo está muito horrorizado e ri, dizendo que ela ainda tem alguns anos para decidir. Mas a cantora está determinada”, completou a fonte.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários