Austin Jones
Divulgação/Youtube
O canal de Austin Jones foi encerrado em 2017, com o início das investigações. Youtuber cantava músicas pop

O Youtuber americano Austin Jones foi sentenciado a cumprir dez anos de prisão por persuadir garotas menores de idade a enviarem vídeos explícitos delas mesmas. De acordo com o site americano Alternative Press, Jones teria persuadido seis garotas a enviarem vídeos para provar que eram “suas maiores fãs”.

Leia mais: Marina Ruy Barbosa tem mal-estar em gravação e preocupa Globo

A delação de vinte e sete páginas revela conversas que Jones teve com garotas na casa dos 15 anos entre 2010 e 2017. O youtuber chegou a prometer para algumas das vítimas que os vídeos seriam usados para oportunidades na carreira de modelo, impulsionando seus seguidores no Instagram . Uma garota de 14 anos chegou a enviar quinze videos para o youtuber, se expondo em ao menos dez deles.

Durante o início da investigação, Austin Jones afirmou que apenas pedia para que as garotas dançassem de forma sensual. “Não tive nenhum contato físico”, disse ele.

Leia mais: Fátima Bernardes curte noite de teatro com Túlio Gadelha no Rio

Jones também admitiu que utilizou o Facebook para chantagear outras menores de idade ao envio de vídeos aproximadamente trinta vezes. A assistente social Katherine Neff Welsh afirmou durante o julgamento de Jones que a produção de conteúdo infantil para adultos é uma das grandes ameaças da sociedade, podendo destruir famílias por completo.

Leia mais: Apresentador da Globo rebate cantada da internet. "Que fase!"

O youtuber de 26 anos iniciou sua carreira em 2007, postando covers de suas músicas favoritas na internet. Ele chegou a ter 547 mil inscritos, até o momento em que seu canal foi encerrado em meados de 2017. Antes das acusações, Austin chegou a ostentar mais de 20 milhões de visualizações em seus vídeos.

    Veja Também

      Mostrar mais