Tamanho do texto

A jornalista foi entrevistada por Thaís Fersoza e abriu o jogo sobre maternidade e carreira; Fernanda tem dois filhos: Lucas e Gabriel.

Fernanda Gentil concedeu entrevista à Thaís Fersoza no YouTube e abordou temas como maternidade e carreira. No vídeo, a jornalista fala de Lucas, seu afilhado. “Ele foi me ensinando com a vida. Eu não sabia que eu tinha o gatilho desse amor”.

Leia também: Fernanda Gentil muda visual e aparece morena: “Adoro novos desafios” .

Fernanda Gentil fala sobre carreira e maternidade em entrevista à Thaís Fersoza
Reprodução/Instagram
Fernanda Gentil fala sobre carreira e maternidade em entrevista à Thaís Fersoza

Thaís inicia a conversa comentando sobre os filhos de Fernanda Gentil . “Você tem dois filhos: um que é de coração e outro que você gerou. Então você viveu essas duas experiências, só que começou pelo seu filho adotivo. Eu queria entender um pouco como foi isso para você, como essa maternidade se apresentou para você”.

Gentil explica que não se preparou para ser mãe: “Na verdade, eu não queria que fosse dessa maneira. Foi uma história muito triste da minha família. Ele é filho do meu tio, irmão da minha mãe, meu padrinho também. A mãe dele teve câncer quando ele tinha cinco meses, então foi aquela notícia na família, ninguém esperava, óbvio, a mãe muito nova, sempre quis ser mãe, e ela acabou morrendo quando ele tinha um ano e quatro [meses], e eu madrinha”, relata a apresentadora.

Leia também: Fernanda Gentil anuncia estreia nos cinemas em 2019 .

A jornalista revela que sempre considerou ser madrinha uma preparação para ser mãe. “Eu sempre quis ser madrinha do filho deles, eu era muito próxima dela e pedia muito para ser madrinha do filho. Eu não sabia quando ia vir, e quando veio eles me deram esse presente porque eu sei como é importante essa função, sempre gostei muito de criança”, continua Fernanda.

Ela reforça a importância de Lucas nesse processo, que ocorreu quando ela tinha 22 anos. “Eu estava em outro momento da vida, solteira, muito focada no que eu queria, que era entrar no SporTV , fazendo estágio, no início da faculdade, e ele só me ajudou”.

“O Lucas me colocou em um trilho muito importante desde cedo. Me fez focar mais ainda, eu entendi aquela responsabilidade, eu queria muito ajudar o Marcos [pai dele]”, reitera a apresentadora.

Logo depois, Gentil fala da Caslu, instituição criada em outubro de 2013 com o objetivo de ajudar organizações que cuidam de crianças. “Eu via muito o Lucas e comecei a pensar em quantas crianças não tinham também aquela história triste, mas não tinham a sorte que o Lucas teve”, disse ela, que completa: “tem muita criança que precisa de uma mensagem e nasceu a Caslu, que é Lucas ao contrário”.

Fernanda também é mãe de Gabriel, e Thaís questiona se ela é cheia de regras com os filhos. “Eu não sou radical. Não tem hora para dormir, acordar, dever de casa. É tudo na conversa. O Gabriel está com 3 anos, mas o Lucas é mais diálogo. A gente tem um plano do dever de casa. Não quero fazer hoje, tá cansado. Ok, mas amanhã você vai fazer dois”, pontuou.

“Sempre fui movida a desafios”, diz Fernanda Gentil

Fernanda Gentil
Reprodução/Instagram
Fernanda Gentil

Em relação à transição de Esportes para Entretenimento na Rede Globo , Fernanda comentou que adora desafios: “Preciso me sentir desafiada”, declarou. Ela também aborda a importância de se sentir útil para a empresa, não importa em qual área ou programa esteja.

Leia também: Quais os possíveis rumos de Fernanda Gentil no entretenimento da Globo? .

À Thaís Fersoza , Fernanda Gentil revelou ainda a situação mais inusitada da carreira, e relembrou a gafe da primeira Copa do Mundo que cobriu, em 2010, quando esticou a mão para cumprimentar uma pessoa cega ao vivo.