Tamanho do texto

Depois de se mostrar contra Jair Bolsonaro, Bruna Marquezine tomou uma atitude para se prevenir de possíveis ataques em suas publicações na web

Assim como muitas famosas, Bruna Marquezine também aderiu ao movimento #elenão, contra o candidato à presidência do Brasil,  Jair Bolsonaro , do PSL.

Leia também: Saiba quais são os candidatos dos famosos na eleição para presidente em 2018

Bruna Marquezine se manifestou contra Jair Bolsonaro
Reprodução/Instagram
Bruna Marquezine se manifestou contra Jair Bolsonaro

Nesta terça-feira (18) Bruna Marquezine usou a ferramenta Stories do  Instagram para compartilhar a publicação da também atriz Maria Ribeiro, que apontou e explicou três motivos para não votar no político.

Leia também: Sasha se posiciona contra Bolsonaro e é atacada nas redes sociais

"Considerar ter uma filha mulher uma coisa 'menor' do que ter um filho homem não é família. Dizer que preferiria um filho morto a um filho homossexual não é família. Considerar a gravidez um motivo para que as mulheres ganhem menos não é família, até porque muitos lares no Brasil são tocados sem a figura paterna. Família é amor incondicional, galera. E nem sempre isso tem a ver com sangue", escreveu Maria, que foi apoiada por Bruna: "É isso!".

No entanto, logo após mostrar sua opinião política, Marquezine decidiu bloquear a opção comentários de suas publicações. Ao que tudo indica, a atitude da atriz é uma prevenção contra ataques do público a favor do filiado ao PSL.

Na última segunda-feira (17), por exemplo, Sasha Meneghel também apoiou a campanha, mas ao contrário da amiga não pensou em tomar medidas preventivas em seu feed, assim, passou a receber inúmeras críticas em suas publicações. Fãs de Bolsonaro usaram a foto mais recente da filha de Xuxa no Instagram, onde aparece em uma praia com seu cachorro, para apontá-la como patricinha e outras coisas.

Campanha anti-Bolsonaro entre as famosas

Bruna Marquezine e outras famosas aderiram a tag Ele Não contra Jair Bolsonaro
FAMOSAS
Bruna Marquezine e outras famosas aderiram a tag Ele Não contra Jair Bolsonaro

Inúmeras famosas utilizaram suas redes sociais para manifestar suas opiniões sobre o candidato à presidência da república Jair Bolsonaro , filiado ao PSL, e ajudaram a subir a hashtag Ele Não. A tag foi construída em resposta a um ataque hacker contra um grupo do Facebook denominado "Mulheres Contra Bolsonaro".

Leia também: Famosas aderem campanha anti-Bolsonaro na web e se manifestam contra o candidato

Além de Bruna Marquezine , Maria Ribeiro e Sasha, outros grandes nomes como Deborah Secco, Daniela Mercury, Astrid Fontenelle, Fernanda Paes Leme, Fabiula Nascimento, Bruna Linzmeyer, Débora Falabella, Alinne Rosa, Patrícia Pillar e Camila Pitanga apoiaram a campanha.

    Leia tudo sobre: Instagram
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.