Tamanho do texto

Filho do ator hollywoodiano Will Smith, Jaden Smith postou tuítes em português após o humorista Rodrigo Fernandes compará-lo a um flanelinha

Na última terça-feira (17), Jacaré Banguela, o comediante brasileiro  Rodrigo Fernandes , causou uma grande polêmica ao comparar Jaden Smith, filho do ator Will Smith, com um “flanelinha”. Diante do comentário, feito no Twitter , diversos internautas entraram em defesa do ator e músico, acusando o humorista de racismo. 

Leia também: Humorista é acusado de racismo ao comparar filho de Will Smith com "flanelinha"

Jaden Smith, filho de Will Smith, posta tuítes em português após humorista fazer comentários sobre o seu estilo
Reprodução/Instagram
Jaden Smith, filho de Will Smith, posta tuítes em português após humorista fazer comentários sobre o seu estilo


Com o seu nome entrando no trending topics do Twitter  pela quantidade de comentários sobre o assunto, Jaden Smith postou duas mensagens enigmática. Em uma, o músico mostrou o seu carinho pelo Brasil com a frase "I Love You Brazil" (eu te amo Brasil) e no outro postou uma frase profunda em português: 



Leia também: Você se lembra de todas as polêmicas com famosos na internet nos últimos dias?

Entenda o caso

"Tenho quase certeza que o filho do  Will Smith  me pediu dinheiro ontem na esquina da rua Haddock Lobo dizendo que 'tava' olhando meu carro", escreveu Rodrigo Fernandes ao publicar a foto de Jaden Smith ao lado de seu pai, que estavam presentes no fim da Copa do Mundo na Rússia. 

Leia também: Bruno Gagliasso não está sozinho! Passado que condena famosos nas redes sociais

Logo após, o comendiante apagou o tuíte sobre Jaden Smith , o que não impediu de ser acusado de racismo: "E hoje temos mais um episódio de influencer racista. Sério. É muito lamentável, porque obviamente é uma afronta. Não é possivel depois de todo debate gerado pelas declarações racistas do Cocielo o cara faça igual dois segundos depois" e "Entendo o teu privilégio ao ser alheio a essas questões, mas realmente me entristece saber que, em 2018, principalmente do caso Cocielo, seja necessário te explicar esse tipo de coisa" foram alguns dos comentários.