Tamanho do texto

Mariana Weickert contou sobre suas dificuldades nas primeiras semanas do nascimento de Theresa, mas afirma que agora está em seu melhor momento

A modelo e apresentadora Mariana Weickert, 36, está sempre usando suas redes sociais para publicar imagens da filha Theresa, de apenas dois meses. Mãe babona sim, mas em entrevista à revista Marie Claire , ela declarou que nem tudo sempre foram flores e falou sobre dificuldade na vida materna.

Leia também: Grávida, Mariana Weickert posta foto seminua com texto emocionante

Mariana Weickert e sua filha Theresa
Gil Inoue/ Revista Marie Claire
Mariana Weickert e sua filha Theresa

Theresa, fruto do relacionamento com Arthur Ferraz, nasceu de parto natural em um hospital de São Paulo, dia 19 de fevereiro de 2018, dois dias depois de Mariana Weickert completar 36 anos, um verdadeiro presentão para a mamãe de primeira viagem.

Leia também: Bebê à vista! Sabrina Sato anuncia gravidez

Durante a entrevista, a loira contou que o parto foi lindo, mas que teve muitos problemas para amamentar a filha, que nasceu com sucção imatura e por isso no terceiro dia de vida começou a tomar leite industrializado, além do materno, na mamadeira. “A amamentação foi minha primeira frustração da maternidade. Todo mundo diz que é a coisa mais maravilhosa que existe. Não é. É fod*. Me senti a pior das mães, um monstro, porque não tinha leite o suficiente para minha filha”, desabafou Mari.

Ela também aproveitou o momento e relembrou a sensação de responsabilidade em seu primeiro contato com a filha: “Quando me entregaram Theresa na maternidade, senti um enorme senso de responsabilidade. Fiquei tão tensa com essa história do leite que não consegui curti-la. Ficava plugada na máquina de ordenha, não dava banho nem trocava fralda”.

Mais declarações de Mariana Weickert

Mariana Weickert
Reprodução Instagram
Mariana Weickert

A modelo contou que a situação mudou quando a pequena já tinha umas duas semanas de vida, tudo com a ajuda da babá Nilza, que a aconselhou curtir a filha. “Aquilo me impactou. No dia seguinte, a agarrei. Foi ali que comecei... [chora]. O amor é uma construção. Para mim, não foi avassalador no primeiro dia. Com o tempo, me permiti errar. Hoje, cada minuto que ela passa no meu peito é uma vitória. Tento produzir a maior quantidade possível, dou o meu melhor. Pode até não ser suficiente, mas é tudo o que posso dar.”, falou.

Leia também: Grávida, Candice Swanepoel posa nua e recebe enxurrada de elogios na web

Mesmo com as dificuldades, Mariana Weickert não descarta estar vivendo o melhor momento de sua vida e diz que a maternidade é linda e absurda com o amor que sente por Theresa. “Tudo parece encaixado. Não tive depressão pós-parto, meu casamento vai bem. Se tivesse adiantado o plano de ser mãe, talvez não estivesse pronta para viver isso com a entrega que tenho hoje. Claro que não tenho mais a energia dos 20 anos para correr atrás de criança, o corpo volta mais devagar... Mas quer saber? Não estou nem aí.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.