Tamanho do texto

Além da crítica, o ator também tem sido acusado de defender celebridades que foram denunciadas por agressões sexuais nos Estados Unidos; confira

Em momento de divulgação do seu primeiro livro , “Bob Honey Who Just Do Stuff”, o ator Sean Penn se viu envolvido em mais uma polêmica . O artista foi criticado por conta de um poema em que parece defender o comediante Louis CK e o jornalista Charlie Rose, ambos alvos de acusações de assédio em Hollywood.

Sean Penn é criticado na internet
Divulgação
Sean Penn é criticado na internet

Leia também: Samara Felippo causa polêmica ao criticar "brinquedos femininos"

No poema, Sean Penn chega a questionar onde os assediadores foram parar. “Para onde foram todas as risadas? Você está por aí, Louis C.K.? Uma vez, conversas cruciais nos mantinham de pé. Era mesmo do nosso interesse atropelar Charlie Rose”, escreve. Penn ainda afirma que “Me Too” é um “termo infantilizado do momento”. “É uma cruzada de crianças?”, questiona.  O poema foi duramente criticada nas redes sociais e diversas pessoas responderam ao ator.

Leia também: Irritada, Claudia Leitte dá bronca no público: "Não sou militante de nada"


“Aqui está um poema para Sean Penn: cale a boca”, escreveu uma usuária.

Sean Pean como escritor?

Esta não é a primeira vez que o livro causa polêmica. Ainda, no livro, Sean Penn, que tem sido bastante crítico à presidência de Donald Trump, retrata um trapaceiro chamado Bob Honey que escreve uma carta para um presidente indicado apenas como Mr. Landlord. Na obra, o ator afirma que os Estados Unidos precisam de um “assassino”. O livro já foi lançado nos Estados Unidos foi duramente criticado pela crítica especializada.

Leia também: É treta! Sete Polêmicas dos famosos que você não lembra

E tem mais de Sean Penn...

Madonna e Sean Penn em
Divulgação
Madonna e Sean Penn em "Surpresa de Shanghai"

Mas as polêmicas recentes de Sean Penn parecem não terminar. O ator deu uma entrevista ao apresentador Stephen Colbert sob efeitos de Ambien, um sonífero que havia consumido por conta de um voo noturno.

Sean Penn , ao ser questionado por Colbert se preferia Madonna ou Bitney, o ator foi categórico: "Oh, eu amo a minnha primeira mulher. E isso não se compara", disse. "Sou um homem de Madonna", emendou. Vale a pena lembrar que os dois ficaram juntos durante 4 anos nos anos 1980 em um relacionamento conturbado com agressões físicas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.