Tamanho do texto

Mais de duas décadas depois da morte violenta de Daniella Perez, Glória Perez mudou legislação do País e Guilherme de Pádua virou pastor de igreja

Há 25 anos o Brasil entrou em choque com a notícia do assassinato da atriz Daniella Perez, com apenas 22 anos na época. O crime foi cometido pelos também atores Guilherme de Pádua, com quem Daniella contracenava na novela “De Corpo e Alma”, e sua esposa, Paula Nogueira Peixoto, que o ajudou no plano da emboscada contra a jovem. Relembre o caso e veja como estão os envolvidos hoje em dia.

Leia também: Walcyr Carrasco repudia a liberdade de Guilherme de Pádua: "monstro"

O caso Daniella Perez

Caso Daniella Perez: relembre o assassinato da filha de Glória Perez que deixou o Brasil perplexo com a notícia
Divulgação
Caso Daniella Perez: relembre o assassinato da filha de Glória Perez que deixou o Brasil perplexo com a notícia

Daniella Perez e Guilherme de Pádua eram colegas de cena no folhetim escrito pela mãe da atriz, Glória Perez. Se sentindo prejudicado pela autora, o ator começou a assediar Daniella para que seu personagem voltasse a ter relevância na trama. Um dia depois de saírem do estúdio Tycoon, Guilherme e sua esposa encurralaram a atriz quando ela saía de um posto de gasolina. O ator a deixou desacordada com um soco no rosto, colocou-a para dentro de seu carro e então Dany, como era chamada, foi morta com 18 punhaladas no pulmão, coração e pescoço.

Seu corpo foi encontrado em um terreno baldio a poucos metros de distância do estúdio da Globo onde participava das gravações. Ambos os envolvidos foram condenados em júri popular pelo assassinato, classificado como homicídio qualificado por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima. Guilherme e Paula foram sentenciados a 19 anos e 18 anos e 6 meses de prisão, respeictivamente, porém ficaram apenas sete anos na cadeia até serem soltos em 1999.

Leia também: Glória Perez faz desabafo no dia em que morte da filha completa 25 anos

Glória Perez

Caso Daniella Perez: Glória Perez se dedicou a buscar por justiça e modificou a legislação de crimes hediondos do Brasil
Divulgação
Caso Daniella Perez: Glória Perez se dedicou a buscar por justiça e modificou a legislação de crimes hediondos do Brasil

O assassinato de Daniella Perez mexeu com a história do Brasil e deixou Glória Perez, mãe da vítima, arrasada. A autora foi responsável por coletar mais de 1 milhão de assinaturas da população para levantar o primeiro projeto de emenda popular da constituição, propondo a modificação na lei de crimes hediondos para que homicídio qualificado fosse incluído na mesma categorias que outras ocorrências já previstas – ou seja, tornou o que aconteceu com sua filha passou a ser um crime inafiançável.

Leia também: Caso Daniella Perez completo

Militando por justiça desde então, Glória Perez regularmente fala sobre o episódio em entrevistas e redes sociais comentando a indignação a respeito da barbárie da qual Daniella foi vítima. Depois do incidente da autora escreveu mais sete novelas para a Globo, incluindo “Caminho das Índias”, premiada internacionalmente com o Emmy de Melhor Novela em 2009, e seu mais recente sucesso foi “A Força do Querer”, trama aclamada pelo público e pela crítica e que conseguiu reavivar a audiência do horário nobre da emissora, que sofria uma crise de público.

Guilherme de Pádua

Caso Daniella Perez: o assassino Guilherme de Pádua se casou mais duas vezes e hoje é pastor da Igreja Batista em BH
Reprodução/Instagram
Caso Daniella Perez: o assassino Guilherme de Pádua se casou mais duas vezes e hoje é pastor da Igreja Batista em BH

Com a carreira totalmente destruída pela morte da atriz, Guilherme de Pádua passou sete anos encarcerado. Quando deixou a prisão ele e Paula Nogueira Peixoto, cumplice do crime, se divorciaram e ele passou a frequentar a Igreja Batista de Lagoinha, em Minas Gerais. Anos depois, em 2006, o ex-ator se casou com uma frequentadora da instituição 14 anos mais nova, porém ambos se separaram. Em 2017 Guilherme teve seu terceiro casamento com a estudante de moda Juliana Lacerda e atualmente ele é pastor da Igreja Batista em Belo Horizonte.

Sobre o crime Guilherme tentou lançar um livro contando sua versão dos fatos antes de seu julgamento, porém Glória Perez entrou com um pedido judicial para proibir a publicação e caso os exemplares fossem veiculados ele seria multado, pois o livro poderia ferir a honra e a imagem da sua falecida filha. A situação se repetiu em 2010 quando foi convidado pelo “Programa do Ratinho” e Glória o advertiu que seria processado caso mentisse sobre o episódio. Em 2016 ele foi condenado a pagar indenização no valor de 500 salários mínimos para a autora e para Raul Gazolla, ex-marido de Daniella, além de cobrir os custos do sepultamento da atriz.

Paula Nogueira Peixoto

Caso Daniella PErez: Paula Nogueira Peixoto se afastou da mídia e mudou sua vida, sendo hoje em dia uma advogada
Divulgação
Caso Daniella PErez: Paula Nogueira Peixoto se afastou da mídia e mudou sua vida, sendo hoje em dia uma advogada

Quando foi cumplice de seu marido no crime, a atriz tinha somente 19 anos. Depois de deixar a cadeia, Paula Nogueira Thomaz mudou seu nome para Paula Nogueira Peixoto em uma tentativa de se dissociar do seu passado. Mãe de um filho com Guilherme de Pádua que nasceu enquanto ainda estava presa, hoje a ex-atriz é casada com um advogado e teve mais duas crianças com ele. Ela ainda ingressou na faculdade direito e, deixando a atuação para trás, passou a exercer a profissão de advogada.  

Raul Gazolla

Caso Daniella Perez:Raul Gazolla manteve boa relação com Glória Perez e voltou para a Globo a convite da autora
Fábio Cordeiro/Globo
Caso Daniella Perez:Raul Gazolla manteve boa relação com Glória Perez e voltou para a Globo a convite da autora

Raul Gazolla e Daniella Perez foram casados por dois anos até o desfecho trágico da situação eclodiu com a morte violenta da esposa. Abalado, Raul sempre foi ácido ao falar de Guilherme de Pádua e o caso envolvendo Daniella, mas já comentou sobre ter uma boa relação com Glória Perez – sua filha do segundo casamento, inclusive, chama a autora de avó. Com quase uma novela por ano em seu currículo, ele passou onze anos na Record trabalhando em produções bíblicas até ser convidado pela ex-sogra para retornar à Globo em “A Força do Querer”.

Fábio Assunção

Caso Daniella Perez: par da atriz na época, Fábio Assunção segue envolvido em polêmicas com drogas e problemas policiais
Divulgação
Caso Daniella Perez: par da atriz na época, Fábio Assunção segue envolvido em polêmicas com drogas e problemas policiais

Na época do crime, Daniella Perez e Fábio Assunção faziam par romântico em “De Corpo e Alma”, contudo, o ator não teve nenhum tipo de envolvimento com o homicídio da atriz. Ainda que suas participações nas produções da Globo sejam regulares – a última foi na série “A Fórmula” e ele já está escalado para a nova produção das onze, “Como Nascem Os Fortes”. Apesar disso, Fábio se envolve em polêmicas com frequência, sobretudo pelo uso de drogas: durante esse tempo ele já deu trabalho nos bastidores de gravação, abandonou personagem por estar “sem condições”, foi detido pela polícia e no início de 2017 foi preso por desacato às autoridades.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.